3 blogueiras + 1 desafio = aprimorar a cinefilia.
DVD, sofá e pipoca,
formando cinéfilas melhores!

quinta-feira, 26 de fevereiro de 2015

A refilmagem de "O Gabinete do Dr. Caligari"

Você provavelmente não o reconheceria, mas já viu vários trabalhos do ator e mimico Doug Jones. Ele é o responsável por atuar sob a pesada maquiagem de Abe Sapien em Hellboy e do Fauno de O labirinto de Fauno, além de ser o modelo para o digitalizado Surfista Prateado na primeira encarnação do Quarteto Fantástico.

Em 2005, junto com o diretor David Lee Fisher, o ator participou de um projeto curioso: a (nas palavras do diretor) remixagem do clássico O Gabinete do Dr. Caligari. O projeto lançado diretamente em home-vídeo, mantém o visual, maquiagem e figurino do original mudo, acrescentando apenas diálogos sonoros.

Heresia cinéfila ou não, assistir aos dois filmes deve ser uma experiência no mínimo interessante.

Conrad Veidt e Doug Jones
A intenção original era lançar o filme novo em um box, acompanhado do original. Não sei se realmente chegou neste formato às lojas, especialmente no precário mercado brasileiro. Mas, em 2007 o filme de Fisher foi lançado em DVD pela distribuidora Dark Horse Entertainment.

Doug Jones, é claro, dá vida ao personagem que fora de Conrad Veidt: o sonâmbulo Cesare.

terça-feira, 24 de fevereiro de 2015

Curiosidades de "O Gabinete do Doutor Caligari"

O Gabinete do Doutor Caligari é por muitos considerado o primeiro filme de horror da história.


Semanas antes do lançamento inicial do filme, cartazes com o slogan "Du musst Caligari werden!" ("Você tem que se tornar Caligari!") Foram apresentadas em Berlim sem o menor indício de que eles eram promoção para um novo filme.

Exibido em um teatro de Paris durante sete anos.

Quando o filme estreou no Teatro Capitólio, em New York, em abril de 1921, alguns membros da platéia supostamente vaiaram e exigiram seu dinheiro de volta.

Os cenários foram feitas de papel, com as sombras pintadas nas paredes.

Sets foram construídos por menos de US $ 800 e os atores principais recebiam US $ 30 por dia.

Hans Janowitz e Carl Mayer escreveram o roteiro em seis semanas entre fevereiro e março de 1919 e o vendeu para Erich Pommer por US $ 200.

Escritor Hans Janowitz afirma ter começado a idéia para o filme quando ele estava em um carnaval um dia. Ele viu um homem estranho à espreita nas sombras. No dia seguinte, ele soube que uma menina foi brutalmente assassinada lá. Ele foi para o funeral, e viu o mesmo homem estranho rondando. Ele não tinha nenhuma prova de que o estranho homem era o assassino, mas ele concretizou a idéia para fora em seu filme.

segunda-feira, 23 de fevereiro de 2015

Resultado do Bolão do Oscar 2015

Sim, já temos o resultado do Bolão, cujo prêmio é um selinho e o direito de se gabar (Sou o melhor palpiteiro cinéfilo nanana-na!) por um ano. Tem coisa melhor? Tem sim, o recorde de participantes, 22! Grande parte deles cinéfilos sem blog, que tiveram seus palpites publicados aqui. E foi dessa galera que saiu o vencedor, aliais os vencedores!

A academia trouxe algumas (não muitas) surpresas que derrubaram os blogueiros cinéfilos, e os leitores chegaram correndo por fora, três deles fizeram 19 pontos! Mas chega de enrrolar,....

.... os vencedores são:
Cada um com 19 acertos.

Parabéns ao trio!!! E segue o selinho da vitória, para divulgar sua cinefilia nas redes sociais, usar como imagem de fundo do celular, iniciar uma galeria de selos on-line, emoldurar e pendurar na sala de casa, fazer absolutamente nada, ou qualquer outra coisa!
A contagem de pontos de todos os cinéfilos (confira a lista de vencedores do Oscar 2015).

O Falcão Maltês - 18 acertos
Crítica Retrô - 18 acertos 
Alfredo Quaresma - 18 acertos
Pipoca Net - 17 acertos
Danilo Talanskas - 17 - acertos
Miscelânea - 16 acertos
Darwin Luiz - 16 acertos
Rafael Sales - 16 acertos
Maximiliam Barroso - 16 acertos
Camila Thiers - 15 acertos
Fernando Antônio - 15 acertps
Mariana Assiz - 14 acertos
Comentar é Preciso - 13 acertos
Marcelo Batalha - 13 acertos
Mundinho Pop-nonsense - 12 acertos
Take 148 - 12 acertos
Isabela Fontes - 7 acertos

Obrigada à todos os participantes, esperamos vocês novamente em 2016!

O Gabinete do Doutor Caligari

O clássico desta semana está completando nada menos que 95 anos!

Das Cabinet des Dr. Caligari
1920 - Alemanha
75 min - P&B
suspense/terror

Direção: Robert Wiene

Roteiro: Hans Janowitz, Carl Mayer

Elenco: Werner Krauss, Conrad Veidt, Friedrich Fehér, Lil Dagover, Hans Heinrich von Twardowski

domingo, 22 de fevereiro de 2015

Comente o Oscar com a gente!

Comentários ao vivo sobre o Oscar 2015, à partir das 20h30, com as blogueiras do sofá! Participe!

Live Blog Comentários ao vivo do Oscar 2015 - DVD, Sofá e Pipoca
 

Bolão do Oscar 2015: os concorrentes

Este ano o carnaval atrasou o pessoal, e recebemos muitos palpites de última hora. Além dos tradicionais blogueiros cinéfilos, também abrimos espaço para os amantes de cinema sem blogs, mas que queriam ter sua opinião ouvida. Eles poderiam enviar seus palpites por qualquer rede social, mas a maioria mandou, através do formulário de contato para ser postado aqui no blog. O resultado foi a postagem recorde de palpites durante a madrugada!

Conheça todos os concorrentes deste ano, a começar pelos blogueiros:

(Clique nas imagens para ler os palpites)





Agora os palpiteiros cinéfilos que enviaram suas opiniões poelo fomulário de contato, e tiveram seus escolhidos publicados aqui no blog.

Marcelo Batalha
Alfredo Quaresma
Darwin Luiz
Vitor Cardoso
Gabriel Müller
Danilo Talanskas
Felipe
Rafael Sales
Mariana Assiz
Camila Thiers
Maximiliam Barroso
Fernando Antônio
Isabella Fontes

Apostas lançadas, boa sorte à todos!

A cerimônia de entrega do Oscar 2015, vai ao ar neste domingo, 22 de fevereiro. Os cinéfilos podem assistir desde o tapete vermelho, às 19h30 no E!, e às  20h30  na TNT. Ou ainda assistir a metade da cerimônia pela Globo.

Só tem TV aberta, não entre em Pânico. Fique de olho no site e em nossas redes sociais, estaremos por aqui, comentando tudo!

Palpites de Hélio Ricardo Ferreira para o bolão do Oscar 2015

Esses palpites não chegaram fora do prazo original (às 24h do sábado), mas recebemos uma enxurradas de palpites de última hora, e não dá para postar tudo de uma vez. Então vamos postar noite à dentro!

Os palpites de Hélio Ricardo Ferreira:

Melhor Filme
Birdman

Melhor Diretor
Birdman

Melhor Ator
Eddie Redmayne (A Teoria de Tudo)

Melhor Atriz
Julianne Moore (Para Sempre Alice)

Melhor Ator Coadjuvante
JK Simons (Whiplash)

Melhor Atriz Coadjuvante
Patricia Arquette (Boyhood: Da Infância à Juventude)

Melhor Filme Estrangeiro
Ida (Polônia)

Melhor Roteiro Original
Wes Anderson e Hugo Guinness (O Grande Hotel Budapeste)

Melhor Roteiro Adaptado
Anthony McCarten (A Teoria de Tudo)

Melhor Animação
The Tale of the Princess Kaguya

Melhor Edição
Barney Pilling ("O grande hotel Budapeste")

Melhor Fotografia
O Grande Hotel Budapeste

Melhor Trilha Sonora
Jóhann Jóhannsson (A Teoria de Tudo)

Melhor Canção
Glory, de John Stephens e Lonnie Lynn (Selma)

Melhores Efeitos Visuais
Interestelar

Melhor Edição de Som
Interestelar

Melhor Mixagem de Som
Sniper Americano

Melhor Direção de Arte (Design de Produção)
O Grande Hotel Budapeste

Melhor Figurino
O Grande Hotel Budapeste

Melhor Cabelo/Maquiagem
Elizabeth Yianni-Georgiou e David White ("Guardiões da Galáxia")

Melhor Documentário
CitizenFour

Melhor Curta-metragem
The Phone Call

Melhor Documentário em Curta-metragem
Crisis Hotline: Veterans Press 1

Melhor Animação em Curta-metragem
Feast

Palpites da Isabella Fontes para o Bolão do Oscar 2015

Esses palpites não chegaram fora do prazo original (às 24h do sábado), mas recebemos uma enxurradas de palpites de última hora, e não dá para postar tudo de uma vez. Então vamos postar noite à dentro!

Vai lá, Isabella Fontes, opine!

hey!
Gostei de Boyhood, principalmente por ser tao diferente, mas acho que dessa vez quem leva mesmo de Melhor Filme é Birdman!


Meus palpites:

  • Melhor filme: Birdman ou (A Inesperada Virtude da Ignorância)
  • Melhor diretor: Richard Linklater, Boyhood
  • Melhor ator: Eddie Redmayne, A Teoria de Tudo
  • Melhor atriz: Julianne Moore, Para Sempre Alice
  • Melhor ator coadjuvante: J.K. Simmons, Whiplash: Em Busca da Perfeição
  • Melhor atriz coadjuvante: Patricia Arquette, Boyhood
  • Melhor roteiro original: Boyhood, Richard Linklater
  • Melhor roteiro adaptado: O Jogo da Imitação, Graham Moore
  • Melhor documentário (longa-metragem): CitizenFour, de Laura Poitras
  • Melhor animação (longa-metragem): Como Treinar o Seu Dragão 2
  • Melhor filme estrangeiro: Ida (Polônia)

Palpites do Fernando Antonio de Oliveira Barros Júnior para o Bolão do Oscar 2015

Esses palpites não chegaram fora do prazo original (às 24h do sábado), mas recebemos uma enxurradas de palpites de última hora, e não dá para postar tudo de uma vez. Então vamos postar noite à dentro!

É a vez do Fernando Antonio de Oliveira Barros Júnior:

Melhor filme
Birdman ou (A Inesperada Virtude da Ignorância) - O filme já ganhou o prmio dos procutores, o PGA, então já é uma boa indicação para ser o vencedor.

Melhor direção
Richard Linklater – “Boyhood – Da Infância à Juventude - O simples fato deste diretor ter praticamente feito o filme em 12 anos para que ele pudesse seguir uma linha coerente que justificasse a passagem do tempo é um mérito indiscutível da direção e consequentemente da edição.

Melhor atriz
Julianne Moore (“Para Sempre Alice”) - Julianne Moore irá ganhar porque ela está excelente no papel de uma mulher de 50 anos que descobre ter Alzheimer precoce e além disso dramas como estes são sempre bem vistos pelos votantes da academia para ganhar um prêmio

Melhor ator
Eddie Redmayne (“A Teoria de Tudo”) - Além de Redmayne ter feito muito bem um personagem com uma doença motora, as transformações físicas sejam elas nos gestos, no emagrecimento e no comprometimento dos movimentos so atributos bastantes levados em consideração pela academia, então isso já o faz largar na frente para levar o Oscar 2015 para esta categoria.

Melhor atriz coadjuvante
Patricia Arquette, “Boyhood – Da Infância à Juventude” - A interpretação da Patricia Arquette é emotiva, natural e convincente, o seu personagem é simplesmente o suporte do personagem principal, Mason. Sua alta carga dramática no papel de uma mãe com problemas nos relacionamentos amorosos, a faz ser credenciada a conquistar o prêmio

Melhor ator coadjuvante
J.K. Simmons (“Whiplash: Em Busca da Perfeição”) - Interpretação excepcional!, não me fez ter dúvidas.

Melhor roteiro original
Wes Anderson, (“O Grande Hotel Budapeste”) - O roteiro é simplesmente criativo!

Melhor roteiro adaptado
“O Jogo da Imitação”

Melhor canção original
“Glory”, by John Stephens e Lonnie Lynn (“Selma”) - É uma música que ompleta a história do filme.Além de ser uma das mias maduras canções entre os concorrentes.

Melhor fotografia
Emmanuel Lubezki – “Birdman ou (A Inesperada Virtude da Ignorância)” - Este fotografo já ganhou vários prêmios.

Melhor longa de animação
“Como Treinar o Seu Dragão 2″ – Dean DeBlois e Bonnie Arnold - A animação sai n afrente por já ter ganho o Annie Awards, que qualifica os filmes de animação.

Melhor filme estrangeiro
“Leviatã” (Rússia) -

Melhor documentário
“Citizenfour” -

Melhor edição
“Boyhood – Da Infância à Juventude” – Sandra Adair - Indiscutivelmente a melhor edição

Melhor trilha sonora original
“A Teoria de Tudo” – Jóhann Jóhannsson

Melhor figurino
“O Grande Hotel Budapeste” – Milena Canonero

Melhor cabelo e maquiagem
“O Grande Hotel Budapeste”

Melhor desenho de produção
“O Grande Hotel Budapeste” – Adam Stockhausen e Anna Pinnock

Melhor edição de som
“Sniper Americano”

Melhor mixagem de som
“Birdman ou (A Inesperada Virtude da Ignorância)”

Melhores efeitos visuais
“Planeta dos Macacos: O Confronto”

Melhor documentário curta-metragem
“Crisis Hotline: Veterans Press 1″ – Ellen Goosenberg Kent e Dana Perry

Melhor curta de animação
“O Banquete” – Patrick Osborne e Kristina Reed

“Melhor curta de ficção
“The Phone Call” – Mat Kirkby e James Lucas

Palpites do Maximiliam Barroso Mello para o Bolão do Oscar 2015

Esses palpites não chegaram fora do prazo original (às 24h do sábado), mas recebemos uma enxurradas de palpites de última hora, e não dá para postar tudo de uma vez. Então vamos postar noite à dentro!

Palpites do Maximiliam Barroso Mello:

  • Melhor filme: Boyhood: Da Infância à Juventude
  • Melhor diretor: Richard Linklater, Boyhood
  • Melhor ator: Michael Keaton, Birdman
  • Melhor atriz: Julianne Moore, Para Sempre Alice
  • Melhor ator coadjuvante: J.K. Simmons, Whiplash:Em Busca da Perfeição
  • Melhor atriz coadjuvante: Patricia Arquette, Boyhood
  • Melhor roteiro original: O Grande Hotel Budapeste, Wes Anderson
  • Melhor roteiro adaptado: O Jogo da Imitação, Graham Moore
  • Melhor documentário (longa-metragem): CitizenFour, de Laura Poitras
  • Melhor documentário em curta-metragem: Crisis Hotline: Veterans Press 1
  • Melhor animação (longa-metragem): Como Treinar o Seu Dragão 2
  • Melhor filme estrangeiro: Ida (Polônia)
  • Melhor animação em curta-metragem: Feast
  • Melhor curta-metragem em 'live-action': The phone call
  • Melhor roteiro original: Wes Anderson e Hugo Guinness ("O grande hotel Budapeste")
  • Melhor roteiro adaptado: Graham Moore ("O jogo da imitação")
  • Melhor fotografia: Emmanuel Lubezki ("Birdman")
  • Melhor edição: Sandra Adair ("Boyhood")
  • Melhor design de produção: O grande hotel Budapeste
  • Melhores efeitos visuais: Joe Letteri, Dan Lemmon, Daniel Barrett e Erik Winquist ("Planeta dos macacos: O confronto")
  • Melhor figurino: Milena Canonero ("O grande hotel Budapeste")
  • Melhor maquiagem e cabelo: Frances Hannon e Mark Coulier ("O grande hotel Budapeste")
  • Melhor trilha sonora: Jóhann Jóhannsson ("A teoria de tudo")
  • Melhor canção: "Glory", de John Stephens e Lonnie Lynn ("Selma")
  • Melhor edição de som: Alan Robert Murray e Bub Asman ("Sniper americano")
  • Melhor mixagem de som: John Reitz, Gregg Rudloff e Walt Martin ("Sniper americano")

Palpites da Camila Thiers para o Bolão do Oscar 2015

Esses palpites não chegaram fora do prazo original (às 24h do sábado), mas recebemos uma enxurradas de palpites de última hora, e não dá para postar tudo de uma vez. Então vamos postar noite à dentro!

Pitacos da Camila Thiers:

  • Melhor filme - Birdman
  • Melhor Diretor - Richard Linklater ("Boyhood")
  • Melhor ator - Eddie Redmayne ("A teoria de tudo")
  • Melhor ator coadjuvante - JK Simons ("Whiplash")
  • Melhor Atriz - Julianne Moore ("Para sempre Alice")
  • Melhor Atriz coadjuvante - Patricia Arquette ("Boyhood")
  • Melhor filme em língua estrangeira -"Ida" (Polônia)
  • Melhor documentario - CitizenFour"
  • Melhor documentário em curta-metragem - Joanna
  • Melhor animação - Como Treinar o seu dragao 2
  • Melhor animação em curta-metragem - The bigger picture"
  • Melhor curta-metragem em 'live-action'- Aya
  • Melhor roteiro original - Dan Gilroy ("O abutre")
  • Melhor roteiro adaptado - Graham Moore ("O jogo da imitação")
  • Melhor fotografia - Emmanuel Lubezki ("Birdman")
  • Melhor edição - Tom Cross ("Whiplash")
  • Melhor design de produção - O grande hotel Budapeste"
  • Melhores efeitos visuais - Joe Letteri, Dan Lemmon, Daniel Barrett e Erik Winquist ("Planeta dos macacos: O confronto")
  • Melhor figurino - Milena Canonero ("O grande hotel Budapeste")
  • Melhor maquiagem e cabelo - Frances Hannon e Mark Coulier ("O grande hotel Budapeste")
  • Melhor trilha sonora -Jóhann Jóhannsson ("A teoria de tudo")
  • Melhor canção - Everything is awesome", de Shawn Patterson ("Uma aventura Lego")
  • Melhor edição de som - Alan Robert Murray e Bub Asman ("Sniper americano")
  • Melhor mixagem de som - Craig Mann, Ben Wilkins e Thomas Curley ("Whiplash")

Palpites da Mariana Assiz para o Oscar 2015

Esses palpites não chegaram fora do prazo original (às 24h do sábado), mas recebemos uma enxurradas de palpites de última hora, e não dá para postar tudo de uma vez. Então vamos postar noite à dentro mesmo!

É a vez da Mariana Assiz:

  • FILME: Boyhood 
  • DIRETOR: Richard Linklater (“Boyhood”) 
  • ATOR: Eddie Redmayne (A teoria de tudo)
  • ATRIZ: Julianne Moore (Para sempre Alice)
  • ATOR COADJUVANTE: JK Simons (Whiplash)
  • ATRIZ COADJUVANTE: Patricia Arquette (Boyhood)
  • FILME ESTRANGEIRO: Ida (Polônia)
  • LONGA-METRAGEM DE ANIMAÇÃO: Como treinar o seu dragão 2
  • ROTEIRO ORIGINAL: O grande hotel Budapeste
  • ROTEIRO ADAPTADO: O jogo da imitação
  • EFEITOS VISUAIS: Interestelar
  • DESIGN DE PRODUÇÃO: O grande hotel Budapeste 
  • DOCUMENTÁRIO EM LONGA-METRAGEM: CitizenFour
  • EDIÇÃO: Boyhood
  • FIGURINO: Milena Canonero (O grande hotel Budapeste)
  • MAQUIAGEM E CABELO: O grande hotel Budapeste
  • TRILHA SONORA ORIGINAL: Jóhann Jóhannsson (A teoria de tudo)
  • CANÇÃO ORIGINAL: Glory, de John Stephens e Lonnie Lynn (Selma)
  • EDIÇÃO DE SOM: Sniper americano
  • MIXAGEM DE SOM: Sniper americano
  • FOTOGRAFIA: Emmanuel Lubezki (Birdman)
  • CURTA-METRAGEM: Butter lamp (La lampe au beurre de Yak)
  • DOCUMENTÁRIO EM CURTA-METRAGEM: Our curse
  • CURTA-METRAGEM DE ANIMAÇÃO: The bigger picture

sábado, 21 de fevereiro de 2015

Palpites de Rafael Sales para o Bolão do Oscar 2015

E nossos leitores cinéfilos tem voz, uma enxurrada de palpites chegaram só hoje, via e-mail. Sim vamos postar noite a dentro! Palpites do Rafael Sales:

  • Melhor filme - Birdman
  • Melhor Diretor - Alejandro Gonzalez Inarritu(Birdman)
  • Melhor ator - Eddie Redmayne ("A teoria de tudo")
  • Melhor ator coadjuvante - JK Simons ("Whiplash")
  • Melhor Atriz - Julianne Moore ("Para sempre Alice")
  • Melhor Atriz coadjuvante - Patricia Arquette ("Boyhood")
  • Melhor filme em língua estrangeira -"Ida" (Polônia)
  • Melhor documentario - CitizenFour"
  • Melhor documentário em curta-metragem - Joanna
  • Melhor animação - Como Treinar o seu dragao 2
  • Melhor animação em curta-metragem - The bigger picture"
  • Melhor curta-metragem em 'live-action'- Aya
  • Melhor roteiro original - Richard Linklater ("Boyhood")
  • Melhor roteiro adaptado - Graham Moore ("O jogo da imitação")
  • Melhor fotografia - Emmanuel Lubezki ("Birdman")
  • Melhor edição - Tom Cross ("Whiplash")
  • Melhor design de produção - O grande hotel Budapeste"
  • Melhores efeitos visuais - Joe Letteri, Dan Lemmon, Daniel Barrett e Erik Winquist ("Planeta dos macacos: O confronto")
  • Melhor figurino - Milena Canonero ("O grande hotel Budapeste")
  • Melhor maquiagem e cabelo - Bill Corso e Dennis Liddiard ("Foxcatcher")
  • Melhor trilha sonora - Alexandre Desplat ("O grande hotel Budapeste")
  • Melhor canção - Everything is awesome", de Shawn Patterson ("Uma aventura Lego")
  • Melhor edição de som - Alan Robert Murray e Bub Asman ("Sniper americano")
  • Melhor mixagem de som - Craig Mann, Ben Wilkins e Thomas Curley ("Whiplash")

Palpites do Felipe para o Bolão do Oscar 2015

O Felipe caprichou, escreveu até a cabeça e encerramento do post. Então vou postar do jeitinho que ele mandou, sem mudar nem mesmo o layout!


Aí seguem minhas apostas para o Oscar 2015. Vou colocar quem eu acho que ganha e quem eu gostaria que ganhasse!O número 1 é quem eu acho que leva e o número 2, quem deveria levar segundo minha humilde opinião! Um abraço a todos!


FILME:
1 - BIRDMAN
2 - O GRANDE HOTEL BUDAPESTE

DIREÇÃO:
1- RICHARD LINKLATER (BOYHOOD)
2- RICHARD LINKLATER (BOYHOOD)

ATRIZ:
1 - JULIANNE MOORE (PARA SEMPRE ALICE)
2 - JULIANNE MOORE (PARA SEMPRE ALICE)

ATOR:
1 - EDDIE REDMAYNE (A TEORIA DE TUDO)
2 - EDDIE REDMAYNE OU STEVE CARELL (FOXCATCHER)

ATRIZ CODJUVANTE:
1 - PATRICIA ARQUETTE (BOYHOOD)
2 - PATRICIA ARQUETTE (BOYHOOD)

ATOR CODJUVANTE:
1 - JK SIMMONS (WHIPLASH)
2 - ROBERT DUVALL (O JUIZ)

ROTEIRO ORIGINAL:
1 - O GRANDE HOTEL BUDAPESTE
2 - O GRANDE HOTEL BUDAPESTE

ROTEIRO ADAPTADO:
1 - O JOGO DA IMITAÇÃO
2 - A TEORIA DE TUDO

ANIMAÇÃO:
1 - COMO TREINAR O SEU DRAGÃO 2
2 - COMO TREINAR O SEU DRAGÃO 2

DOCUMENTÁRIO:
1 - CITIZENFOUR
2 - VIRUNGA

FILME ESTRANGEIRO:
1 - IDA
2 - LEVIATÃ

CANÇÃO ORIGINAL:
1 - GLORY (SELMA)
2 - GLORY (SELMA)

TRILHA SONORA:
1 - O GRANDE HOTEL BUDAPESTE
2 - O GRANDE HOTEL BUDAPESTE

FOTOGRAFIA:
1 - BIRDMAN
2 - O GRANDE HOTEL BUDAPESTE

EDIÇÃO:
1 - BOYHOOD
2 - BOYHOOD

FIGURINO:
1 - O GRANDE HOTEL BUDAPESTE
2 - O GRANDE HOTEL BUDAPESTE

CABELO/MAQUIAGEM:
1 - O GRANDE HOTEL BUDAPESTE
2 - FOXCATCHER

DESIGN DE PRODUÇÃO:
1 - O GRANDE HOTEL BUDAPESTE
2 - O GRANDE HOTEL BUDAPESTE

EDIÇÃO DE SOM:
1 - BIRDMAN
2 - SNIPER AMERICANO

MIXAGEM DE SOM:
1 - WHIPLASH
2 - WHIPLASH

EFEITOS VISUAIS:
1 - INTERESTELAR
2 - GUARDIÕES DA GALÁXIA

CURTA DE FICCÇÃO:
1 - THE PHONE CALL
2 - THE PHONE CALL

CURTA DOCUMENTÁRIO:
1 - CRISIS VETERAN PRESS 1
2 - JOANNA

CURTA ANIMAÇÃO:
1 - FEAST
2 - FEAST

Bom! Os últimos dos curtas eu não vi nenhum para opinar!! Só coloquei o que vi o resto do pessoal opinando!! Então são as únicas três categorias votadas sem propriedade!!!

Abraço a todos e vamos ao Oscar 2015!!

Palpites de Danilo Talanskas para o Bolão do Oscar 2015

Tem muito cinéfilo sem blog, mas com muitos palpites pela internet à fora. Por isso abrimos espalo para eles também participarem do nosso bolão. Agora é a vez do Danilo Talanskas.

  • Melhor Filme: Birdman
  • Melhor Diretor : Birdman
  • Melhor Ator: Eddie Redmayne
  • Melhor Ator Coadjuvante: JK Simons
  • Melhor atriz: Julianne Moore
  • Melhor Atriz Coadjuvante: Patricia Arquette
  • Melhor Filme Ling.Estrangeira: Relatos Selvagens
  • Melhor Documentário: CitizenFour
  • Melhor Documentário Curta: Crisis Hotline: Veterans Press 1
  • Melhor animação: Como treinar seu dragão 2
  • Melhor Animação curta: Feast
  • Melhor curta live-action: Butter Lamp
  • Melhor roteiro original: Birdman
  • Melhor roteiro adaptado: O Jogo da Imitação
  • Melhor Fotografia: Birdman
  • Melhor edição: Boyhood
  • Melhor design de produção: O Grande Hotel Budapeste
  • Melhores Efeitos Visuais: Interestelar
  • Melhor Figurino: O Grande Hotel Budapeste
  • Melhor Maquiagem e cabelo: Guardiões da Galáxia
  • Melhor trilha sonora: A Teoria de Tudo
  • Melhor Canção: Glory (Selma)
  • Melhor edição de som: Sniper Americano
  • Melhor mixagem de som: Sniper Americano
Não deixe de participar do Bolão do Oscar 2015

Palpites de Gabriel Müller Pinto Hortencio para o Bolão do Oscar 2015

Não teve bolão do Oscar na empresa esse ano? Tudo bem aqui tem e todo mundo pode participar, confira as regras aquiOlha os palpites de Gabriel Müller.

  • Melhor filme - "Birdman"
  • Melhor diretor - Alejandro Gonzáles Iñárritu ("Birdman")
  • Melhor ator - Eddie Redmayne ("A teoria de tudo")
  • Melhor ator coadjuvante - JK Simmons ("Whiplash")
  • Melhor atriz - Julianne Moore ("Para sempre Alice")
  • Melhor atriz coadjuvante - Patricia Arquette ("Boyhood")
  • Melhor filme em língua estrangeira - "Ida" (Polônia)
  • Melhor documentário - "CitizenFour"
  • Melhor documentário em curta-metragem - "Crisis Hotline: Veterans Press 1"
  • Melhor animação - "Como treinar o seu dragão 2"
  • Melhor animação em curta-metragem - "Feast"
  • Melhor curta-metragem em 'live-action' - "The phone call"
  • Melhor roteiro original - Wes Anderson e Hugo Guinness ("O grande hotel Budapeste")
  • Melhor roteiro adaptado - Graham Moore ("O jogo da imitação")
  • Melhor fotografia - Emmanuel Lubezki ("Birdman")
  • Melhor edição - Sandra Adair ("Boyhood")
  • Melhor design de produção - "O grande hotel Budapeste"
  • Melhores efeitos visuais - Interestelar
  • Melhor figurino - O grande hotel Budapeste
  • Melhor maquiagem e cabelo - "O grande hotel Budapeste"
  • Melhor trilha sonora - Jóhann Jóhannsson ("A teoria de tudo")
  • Melhor canção - "Glory", de John Stephens e Lonnie Lynn ("Selma")
  • Melhor edição de som - Alan Robert Murray e Bub Asman ("Sniper americano")
  • Melhor mixagem de som - John Reitz, Gregg Rudloff e Walt Martin ("Sniper americano")
Não deixe de participar do Bolão do Oscar 2015

Palpites de Vitor Cardoso para o Bolão do Oscar 2015

Adoramos blogagens coletivas, mas não gostamos de excluir ninguém. Por isso estamos postando os palpites de nossos leitores cinéfilos sem blogs. Confira a opinião de Vitor Cardoso sobre a premiação deste ano.

  • Melhor filme - "Birdman"
  • Melhor diretor - Alejandro Gonzáles Iñárritu ("Birdman")
  • Melhor ator - Eddie Redmayne ("A teoria de tudo")
  • Melhor ator coadjuvante - JK Simons ("Whiplash")
  • Melhor atriz - Julianne Moore ("Para sempre Alice")
  • Melhor atriz coadjuvante - Patricia Arquette ("Boyhood")
  • Melhor filme em língua estrangeira - "Ida" (Polônia)
  • Melhor documentário - "CitizenFour"
  • Melhor documentário em curta-metragem - "Joanna"
  • Melhor animação - "Como treinar o seu dragão 2"
  • Melhor animação em curta-metragem - "The dam keeper"
  • Melhor curta-metragem em 'live-action' - "The phone call"
  • Melhor roteiro original - Alejandro G. Iñárritu, Nicolás Giacobone, Alexander Dinelaris Jr. e Armando Bo ("Birdman"
  • Melhor roteiro adaptado - Graham Moore ("O jogo da imitação")
  • Melhor fotografia - Emmanuel Lubezki ("Birdman")
  • Melhor edição - Sandra Adair ("Boyhood")
  • Melhor design de produção - "O grande hotel Budapeste"
  • Melhores efeitos visuais - Joe Letteri, Dan Lemmon, Daniel Barrett e Erik Winquist ("Planeta dos macacos: O confronto")
  • Melhor figurino - Milena Canonero ("O grande hotel Budapeste")
  • Melhor maquiagem e cabelo - Frances Hannon e Mark Coulier ("O grande hotel Budapeste")
  • Melhor trilha sonora - Alexandre Desplat ("O grande hotel Budapeste")
  • Melhor canção - "Glory", de John Stephens e Lonnie Lynn ("Selma")
  • Melhor edição de som - Alan Robert Murray e Bub Asman ("Sniper americano")
  • Melhor mixagem de som - Craig Mann, Ben Wilkins e Thomas Curley ("Whiplash")
Não deixe de participar do Bolão do Oscar 2015

Muita preparação, pouco clímax!

Caso você tenha ficado preso no deserto australiano nos últimos 20 anos, a Priscilla não é um personagem de carne e osso. Mas é sim um personagem, e desde que esse "busão" cheio de personalidade ligou os motores muita coisa mudou do lado de cá da telinha. Mas antes, vamos ao enredo (é tô escrevendo isso durante o carnaval, então enredo).


Tick (Hugo Weaving) recebe uma proposta de emprego em uma cidadezinha no meio do deserto australiano e aceita ao lado dos amigos Bernadette (Terence Stamp) e Felicia (Guy Pearce). Mas é 1994 e cidadezinhas remotas não tem aeroporto, mesmo que tivessem a passagem não seria barata. Então eles embarcam em Priscilla, um ônibus, e atravessam o deserto passando por lugares interessantes e tendo encontros inacreditáveis.

Mencionei que os três são Drag-Queens? (tecnicamente um deles é transexual, mas não vou parar para explicar isso). De fato os amigos ganham a vida dublando músicas usando salto alto, plumas e paetês. Some-se isso ao parágrafo acima, e o resultado são altas confusões como diria o narrador da Sessão da Tarde.

Entre problemas no ônibus, caipiras preconceituosos, pessoas surpreendentemente legais e criaturas que você não sabe como chegaram onde estão, o roteiro toca em assuntos delicados e cria dilemas para seus personagens. Mas não desenvolve exemplarmente. (Segurem os forninhos haters) Não estou dizendo que o filme é ruim, mas não me impressionou tanto quanto sua reputação indica.

Durante a viagem Tick faz muito suspense em relação ao verdadeiro propósito de sua viagem por medo do que os colegas vão pensar e principalmente a reação do - SPOILERS A PARTIR DESTE PONTO - filho sobre quem é seu pai. Mas os amigos ficam apenas surpresos, e não fazem julgamentos. Já o garoto filho dos anos 90 não tem problemas para compreender homossexualismo e outras questões. Tudo fica a mercê de Tick superar seu pavor e trocar meia dúzia de palavras com o moleque. Ainda fica a dúvida no ar se o menino sempre soubera quem era seu pai, ou se a cena acabou muito cedo e perdemos a "conversa".

Já Felícia, abusada e sem limites, quase apanha feio, mas aparentemente não aprendeu muita coisa. Apenas serviu de pretexto para avançar o relacionamento de Bob (Bill Hunter) e Bernadete. Este último sim melhor explorado. Nem mesmo a piada recorrente, da moça que também está atravessando o deserto, é finalizada. Será que ela chegou?

Divertido, inteligente, bem produzindo e com um elenco incrível em suas caracterizações, Priscilla, a Rainha do Deserto provavelmente foi um filme evento em 1994. Com seu olhar sincero, sem preconceitos ou filtros para o mundo das drags e transexuais. Mas, é 2015, e muitos de nós somos da mesma geração do filho de Tick. Crescemos com o tema em nosso cotidiano e aceitamos numa boa.

Provavelmente Priscilla contribuiu para essa geração com um novo olhar. Mas isso não o salva do problema da expectativa insuperável, criada pela reputação do título. Ao menos os questionamentos ainda são atuais. E nada é mais deslumbrante que paetes e plumas ao vento em um deserto vermelho.

sexta-feira, 20 de fevereiro de 2015

Palpites de Darwin Luiz Assiz para o Bolão do Oscar

E os palpiteiros sem blog estão participando em massa este ano de nossa brincadeira. Agora é a vez do Darwin. A brincadeira começou como uma blogagem coletiva, mas todo mundo pode participar confira as regras aqui.

  • FILME: Birdman
  • DIRETOR: Alejandro Gonzáles Iñárritu (Birdman)
  • ATOR: Eddie Redmayne (A teoria de tudo)
  • ATRIZ: Julianne Moore (Para sempre Alice)
  • ATOR COADJUVANTE: JK Simons (Whiplash)
  • ATRIZ COADJUVANTE: Patricia Arquette (Boyhood)
  • FILME ESTRANGEIRO: Ida (Polônia)
  • LONGA-METRAGEM DE ANIMAÇÃO: Como treinar o seu dragão 2
  • ROTEIRO ORIGINAL: O grande hotel Budapeste
  • ROTEIRO ADAPTADO: O jogo da imitação
  • EFEITOS VISUAIS: Interestelar
  • DESIGN DE PRODUÇÃO: O grande hotel Budapeste
  • DOCUMENTÁRIO EM LONGA-METRAGEM: CitizenFour
  • EDIÇÃO: O grande hotel Budapeste
  • FIGURINO: Milena Canonero (O grande hotel Budapeste)
  • MAQUIAGEM E CABELO: O grande hotel Budapeste
  • TRILHA SONORA ORIGINAL: Jóhann Jóhannsson (A teoria de tudo)
  • CANÇÃO ORIGINAL: Glory, de John Stephens e Lonnie Lynn (Selma)
  • EDIÇÃO DE SOM: Sniper americano
  • MIXAGEM DE SOM: Sniper americano
  • FOTOGRAFIA: Emmanuel Lubezki (Birdman)
  • CURTA-METRAGEM: Butter lamp (La lampe au beurre de Yak)
  • DOCUMENTÁRIO EM CURTA-METRAGEM: Our curse
  • CURTA-METRAGEM DE ANIMAÇÃO: The bigger picture
Não deixe de participar do Bolão do Oscar 2015

Priscilla, A Rainha do Deserto, na Broadway

Não é que demorou bastante para Priscilla chegar aos glamourosos palcos da Broadway?! O espetáculo estreou apenas em Março de 2011, com enredo do diretor do filme Stephan Elliot. E ganhou um Tony Award, o oscar dos palcos, pelo figurino de Tim Chappel e Lizzy Gardiner. Tony Sheldon, intérprete de Bernadette, também foi indicado ao prêmio de melhor ator.


Infelizmente em Maio de 2012 os produtores do musical anunciaram que o espetáculo teria sua última apresentação no dia 24 de Junho do mesmo ano. O motivo é que não seria possível recuperar o valor investido para a realização do espetáculo, US$ 15 milhões.

A versão brasileira estreou pouco antes disso, em Março de 2012, com Luciano Andrey, André Torquato, e Ruben Gabira nos papéis principais.

Veja um trecho da versão nacional do musical:

quinta-feira, 19 de fevereiro de 2015

Curiosidades de "Priscilla, a Rainha do Deserto"

As cenas de abertura e finais foram filmadas ambas no mesmo dia.

Em passagem recente pelo Brasil, o diretor Stephen Elliot contou que teve a ideia de escrever a história em 1989, quando estava no Brasil para ver o Carnaval do Rio de Janeiro. Ok, isso explica algumas coisas, não?!

Devido a um cronograma de filmagem pesado, muita filmagem foi feita enquanto toda a equipe estava na estrada. Mas porque o ônibus era um cenário pequeno, não havia espaço para a equipe. Logo,em muitas cenas, a equipe está escondida sob as roupas e outros adereços.

O personagem de Hugo Weaving foi baseada em Cindy Pastel, drag queen residente em Sydney, na Austrália, que como o personagem tem um filho e companheira.

A linha nos créditos finais "Shown in Dragarama at select theatres" (Exibido em Dragarama em salas selecionadas) é uma referência a alguns cinemas terem usado uma bola de espelhos e luzes coloridas durante o número de dança final.

O vestido de chinelos famoso, que ajudou o filme a ganhar um Oscar, custou apenas US$7.

A drag-queen na cadeira do barbeiro durante os créditos finais, é na verdade o designer de figurino Tim Chappel. A maioria dos membros da tripulação pode ser visto no filme em algum ponto.

O diretor Stephan Elliott aparece em uma pequena ponta, como um porteiro.

Na loja vídeo está um cartaz de Frauds (1993), também dirigido por Stephan Elliott e também estrelado por Hugo Weaving.

Estreia de Julia Cortez no cinema.

Bill Hunter estava filmando O Casamento de Muriel (1994) e Priscilla, ao mesmo tempo, cada uma exigina cabelos e barba de comprimento diferentes, e estar em diferentes partes do país.

quarta-feira, 18 de fevereiro de 2015

Palpites de Alfredo Quaresma para o Bolão do Oscar 2015

É a vez de postar os palpites do leitor Alfredo Quaresma da Silva Neto. A brincadeira começou como uma blogagem coletiva, mas todo mundo pode participar confira as regras aqui.

  • Melhor filme - "Birdman"
  • Melhor diretor - Alejandro Gonzáles Iñárritu ("Birdman")
  • Melhor ator - Eddie Redmayne ("A teoria de tudo")
  • Melhor ator coadjuvante - JK Simons ("Whiplash")
  • Melhor atriz - Julianne Moore ("Para sempre Alice")
  • Melhor atriz coadjuvante - Patricia Arquette ("Boyhood")
  • Melhor filme em língua estrangeira - "Ida" (Polônia)
  • Melhor documentário - "CitizenFour"
  • Melhor documentário em curta-metragem - "Crisis Hotline: Veterans Press 1"
  • Melhor animação - "Como treinar o seu dragão 2"
  • Melhor animação em curta-metragem - "Feast"
  • Melhor curta-metragem em 'live-action' - "The phone call"
  • Melhor roteiro original - Alejandro G. Iñárritu, Nicolás Giacobone, Alexander Dinelaris Jr. e Armando Bo ("Birdman")
  • Melhor roteiro adaptado - Graham Moore ("O jogo da imitação")
  • Melhor fotografia - Emmanuel Lubezki ("Birdman")
  • Melhor edição - Sandra Adair ("Boyhood")
  • Melhor design de produção - "O grande hotel Budapeste"
  • Melhores efeitos visuais - Joe Letteri, Dan Lemmon, Daniel Barrett e Erik Winquist ("Planeta dos macacos: O confronto")
  • Melhor figurino - Milena Canonero ("O grande hotel Budapeste")
  • Melhor maquiagem e cabelo - Elizabeth Yianni-Georgiou e David White ("Guardiões da Galáxia")
  • Melhor trilha sonora - Jóhann Jóhannsson ("A teoria de tudo")
  • Melhor canção - "Glory", de John Stephens e Lonnie Lynn ("Selma")
  • Melhor edição de som - Alan Robert Murray e Bub Asman ("Sniper americano")
  • Melhor mixagem de som - John Reitz, Gregg Rudloff e Walt Martin ("Sniper americano")
Não deixe de participar do Bolão do Oscar 2015

Ouça as canções de "Priscilla, a Rainha do Deserto"

Com 19 faixas a trilha oficial do filmes, traz grandes sucessos da discoteca. Não é atoa que no lançamento algumas salas de cinema usaram um globo espelhado, mas isso é assunto para outro post (sério, acompanhe os próximos posts)!

Confira essa coletânea "fã made", ou descubra o nome de todas as faixas logo abaixo:



1. I Ve Never Been To Me
2. Go West
3. Billy Don t Be A Hero
4. My Baby Loves Lovin
5. I Love The Nightlife
6. Can t Help Lovin That Man
7. I Will Survive
8. A Fine Romance
9. Shake Your Groove Thing
10. I Don t Care If The Sun Don t Shine
11. Finally
12. Take A Letter Maria
13. Mama Mia
14. Save The Best For Last
15. I Love The Nightlife
16. Go West
17. I Will Survive
18. Shake Your Groove Thing
19. I LoveThe Nightlife

terça-feira, 17 de fevereiro de 2015

Prêmios de "Priscilla, a Rainha do Deserto"

Segundo o IMDB foram 10 prêmios e outras 16 indicações.

Oscar
  • Best Costume Design


Globo de Ouro
Indicado Best Performance by an Actor in a Motion Picture - Comedy/Musical - Terence Stamp

BAFTA
  • Best Costume Design
  • Best Make Up/Hair
Indicado Anthony Asquith Award for Film Music, Best Actor - Terence Stamp, Best Cinematography, Best Screenplay, Best Production Design

Australian Film Institute
  • Best Achievement in Production Design
  • Best Achievement in Costume Design
Indicado Best Film, Best Director, Best Actor in a Lead Role - Terence Stamp, Best Actor in a Lead Role - Hugo Weaving, Best Screenplay, Best Original Music Score, Best Achievement in Cinematography

Chlotrudis Awards
  • Best Movie
Indicado Best Supporting Actor - Terence Stamp


GLAAD Media Awards
  • Outstanding Film

L.A. Outfest
  • Outstanding Narrative Feature

Seattle International Film Festival
  • Best Film
  • Best Actor - Terence Stamp

Writers Guild of America
Indicado Best Screenplay Written Directly for the Screen

segunda-feira, 16 de fevereiro de 2015

Priscilla, a Rainha do Deserto

O ônibus do road-movie mais glamouroso de todos os tempos só podia chegar na semana do carnaval ao nosso sofá!

The Adventures of Priscilla, Queen of the Desert
1994 - Austrália
103 min - cor
comédia/road-movie/musical

Direção: Stephan Elliott

Roteiro: Stephan Elliott

Música: Guy Gross

Elenco: Terence Stamp, Hugo Weaving, Guy Pearce, Bill Hunter

Vencedor de 1 Oscar.

domingo, 15 de fevereiro de 2015

A primeira e ainda melhor campanha anti-bullying da história!

Era 1976, e já rolava a primeira grande, ainda que involuntária, campanha anti-bullying cinematográfica. E Carrie, A Estranha ainda trata de fanatismo religioso, abuso infantil, as descobertas da adolescência e a possibilidade da existência de poderes paranormais. Caso você tenha ficado preso em uma despensa nas últimas 4 décadas, eis uma breve sinopse.
Mensagem: não pratiquem Bullying, seu colega de classe pode ser um X-Men descontrolado!
Carrie (Sissy Spacek) é a típica adolescente desajustada. Ingênua, tímida sabe pouco sobre o mundo graças a educação mais que rígida da mãe (Piper Laurie) uma fanática religiosa, que literalmente tranca a filha na despensa para expurgar seus pecados. É claro que a matriarca, nunca teve "a conversa" com Carrie. Completamente desinformada a moça acredita que está morrendo quando menstrua pela primeira vez na escola. E como ajudar recebe uma horda de insultos adolescentes, de suas colegas de turma.

Junto com a idade adulta, a protagonista descobre seus poderes telecinéticos. E enquanto Carrie descobre o que é capaz de fazer, as colegas de turma tentam lidar com o castigo. Algumas melhores que outras. Entre vingança e atos de arrependimento, as ações dos adolescentes resultam em um final desastroso.

Bem pensado e executado, o filme é cheio de simbolismos, seja oriundos do material original. Seja por adições visuais bem pensadas, como a - SPOILER - morte da mãe, na mesma posição que a assustadora imagem de São Sebastião que Carrie deve ter encarado por anos presa na despensa - FIM DO SPOILER. Ou ainda dos fatos mais importantes, início e clímax, envolverem sangue e água (reparem que Carrie primeiro ataca os colegas com uma mangueira de incêndio), que rementem ao mesmo tempo morte, mudança e purificação. Apontando para a complexidade da personalidade e situação em que Carrie vive.
SPOILER em forma de foto, porque você já devia ter assistido este filme caro cinéfilo!
Sem pressa para mostrar a que veio. O longa fortalece o apocalíptico clima desenrolando a trama com calma. Mantendo sua protagonista frágil e ingênua, mesmo quando magoada. Carrie nunca quis vingança até que tudo saia do controle. Enquanto sua rival Nancy Allen (Chris Hargenson), usa o sexo como forma de manipulação para saciar sua sede de vingança. Opostos perfeitos.

O que nos leva ao clímax, apresentando todo o desastre do baile, em telas divididas, que surpreendem quando lembramos que estamos assistindo à uma produção da década de 60. É ágil, assustadora e traz toda a força, que o filme guardara em forma de tensão até o momento.

No entanto, não sei se o gênero terror é o correto para a produção. Existe uma tensão constante e um clímax assustador, mas a essa altura estamos torcendo por Carrie. Até achamos que ela exagerou um pouco, mas no geral ela foi apenas uma vítima das circunstancias. 

Intrigante, tenso, com bons temas a serem discutidos, os remakes bem que tentam, mas a Carrie original ainda é a mais poderosa. Se não ajudou a diminuir o bullying, mesmo com novas versões indo e vindo (já são dois remakes e uma sequência), no mínimo apontou a importância das aulas de educação sexual no colégio. Já é um começo...