3 blogueiras + 1 desafio = aprimorar a cinefilia.
DVD, sofá e pipoca,
formando cinéfilas melhores!

sábado, 31 de outubro de 2015

Galeria dos bastidores de "007 Contra Goldfinger"

Nada de texto longo, vamos direto para as fotos, pois a galeria é extensa.
(Clique nas imagens para ampliar)








Galeria do trabalho dos sonhos de muita gente!







Zoando no campo de golfe!!!


 



 E tem aquela cena de créditos de abertura chique!


sexta-feira, 30 de outubro de 2015

"Goldfinger" e o Oscar no cinquentenário de Bond

Já mencionamos neste post que Goldfinger foi o primeiro longa de Bond a trazer uma cantora popular

nos créditos de abertura com uma canção homônima. Então, em 2013, durante a 85ª edição do Oscar a Acadêmia resolveu fazer uma montagem em homenagem aos 50 anos da franquia.

Não é surpresa, que Shirley Bassey, intérprete do primeiro clássico de abertura de Bond encerrasse a premiação. Divando e apropriadamente toda trabalhada no dourado (sim ainda estamos usando trocadilhos ruins, sabemos!) A homenagem teve apresentação da Bond Girl Halle Berry.



quinta-feira, 29 de outubro de 2015

Curiosidades de "007 Contra Goldfinger"

007 Contra Goldfinger é o terceiro filme baseado no agente secreto James Bond.

Quando Shirley Bassey gravou a canção tema, ela estava cantando enquanto os créditos de abertura estavam correndo em uma tela na frente dela, para que ela pudesse coincidir com os vocais. Quando ela bateu a nota final alta, os títulos continuaram a correr, e ela foi forçada a manter a nota, até quase desmaiar.

Sean Connery não viajou para os Estados Unidos para este filme. Cada cena em que ele está nos EUA foi filmadoa em Pinewood Studios nos arredores de Londres. É por isso que Bond vira aperta um interruptor de luz para baixo para descobrir o cadáver de ouro de Jill. Na inglaterra geralmente os interruptores são acionados para baixo para acender, enquanto nos EUA são virados para cima.

Primeira aparição de um feixe de laser em um filme. No roteiro original, a cena tinha um aparelho com fiação (como no romance) até que foi decidido que tal imagem tinha se tornado comum e banal.

Goldfinger veste amarelo ou um item de ouro de vestuário em praticamente todas as cenas. Na única em que ele não parece - na qual ele veste o uniforme de um coronel do exército dos EUA - ele carrega um revólver de ouro.

O primeiro nome de Goldfinger, bem como o primeiro nome de sua empresa (Auric) pode significar tanto um íon de ouro, ou de se relacionar com o ouro.

Honor Blackman é o mais velha a Bond Girl, com 39 anos de idade no momento da filmagem. Quando 007 Contra Spectre (2015) for lançado ela vai perder o título para Monica Bellucci, 50 anos de idade.

Sean Connery machucou as costas durante a seqüência de luta com Oddjob em Fort Knox. O incidente atrasou as filmagens e alguns dizem que Connery usou o prejuízo para obter um melhor negócio dos produtores para o próximo filme 007, alegando os riscos físicos que sofria devido ao personagem.

Este é o único filme da era de Connery sem o vilão Ernst Stavro Blofeld ou Ernst eferência explícita a sua organização SPECTRE (SpPecial Executive for Counter-intelligence, Terrorism, Revenge and Extortion). No entanto, Goldfinger parece estar usando um anel de ouro da SPECTRE durante o jogo de cartas na praia de Miami. Além disso, em continuidade retroativa, Goldfinger está ligada a SPECTRE no video-game GoldenEye: Rogue Agent (2004).

Devido à popularidade e sucesso do filme e seu carro do espião do Aston Martin DB5, o veículo ganhou o apelido de "O famoso carro a maioria no mundo". As vendas do Aston Martin DB5 aumentou cinquenta por cento após o lançamento do filme.

Sean Connery, que era casado com a atriz Diane Cilento na época, usava um curativo cor de carne (claramente visto em algumas fotos da produção) sobre sua aliança durante as filmagens.

As cenas de golfe do filme foram filmadas no Stoke Poges Golf Club, na Inglaterra, não muito longe de Pinewood Studios. Existe agora um bar temático de James Bond no campo de golfe. O interesse no golfe desenvolvido por Sean Connery nasceu durante esta filmagem.

Primeira aparição da oficina Q-Branch e dos testes de seus gadget.

Para poder atuar em 007 Contra Goldfinger, a atriz Honor Blackman abriu mão de seu personagem Cathy Gale na série britânica "Os Vingadores".

O diretor Garry Marshall, que mais tarde viria a dirigir os sucessos Uma Linda Mulher (1990) e Noiva em Fuga (1999), aparece como ator numa ponta em 007 Contra Goldfinger, interpretando um dos gângsters chamados por Goldfinger para conversar sobre o Projeto Grand Slam.

Como o ator Gert Fröbe, intérprete de Goldfinger, falava muito pouco da língua inglesa, ele foi dublado por outro ator, Michael Collins.

O filme ganhou de volta o seu custo de produção de US $ 3 milhões em apenas duas semanas.

O filme era tão popular que alguns cinemas estavam mantendo exibições 24 horas por dia para atender a demanda.

Este é o único filme onde de Sean Connery como James Bond pede um Martini "haken not stirred" batido, não mexido.

quarta-feira, 28 de outubro de 2015

Os créditos de abertura de "Goldfinger"

Foi em Goldfinger a primeira vez que a franquia do 007 trouxe uma cantora popular para a sequência de abertura. O que se tornou uma tradição à partir daí.Shirley Bassey interpretou a canção-tema "Goldfinger" (composta por Barry e os letristas Anthony Newley e Leslie Bricusse).

terça-feira, 27 de outubro de 2015

Prêmios de "007 Contra Goldfinger"

Norman Wanstall e a esposa. Oscar de 1965
Nem bastou o dedo de ouro,  esse 007 ganhou alguns troféus dourados também. Trocadilho péssimo, nós sabemos!!!

Oscar
  • Best Effects, Sound Effects

Assista a entrega do prêmio apresentado por Angie Dickinson.


Laurel Awards
  • Action Drama
  • Action Performance - Sean Connery
3ºlugar - Supporting Performance, Male - Gert Fröbe

BAFTA
Nomeado Best British Art Direction (Colour)

Grammy Awards
Nomeado Best Original Score Written for a Motion Picture or Television Show

IGN Summer Movie Awards
Indicado Best Movie Blu-Ray - "Bond 50 Box Set".

  • Golden Screen (Alemanha)

Edgar Allan Poe Awards
Nomeado Best Foreign Film

IGN Summer Movie Awards (2012)
Indicado Best Movie Blu-Ray - "Bond 50 Box Set"

Saturn Award (2013)
Indicado Best DVD/Blu-Ray Collection - Bond 50: The Complete 22 Film Collection

segunda-feira, 26 de outubro de 2015

007 Contra Goldfinger

Esquentando as turbinas para receber mais um Bond...

Goldfinger
1964 - EUA
112 min - cor
Ação

Direção: Guy Hamilton

Roteiro: Richard Maibaum, Paul Dehn

Música: John Barry

Elenco: Sean Connery, Honor Blackman, Gert Fröbe, Harold Sakata, Bernard Lee, Lois Maxwell, Burt Kwouk, Cec Linder, Desmond Llewelyn, Shirley Eaton, Tania Mallet.

Vencedor de 1 Oscar. Baseado no livro homónimo de Ian Fleming

domingo, 25 de outubro de 2015

Esperando o Phil parar de olhar para a própria sombra!

E não. Não estou falando do Punxsutawney Phil (ou Phil de Punxsutawney), a marmota estrela do interior que prevê o tempo. Me refiro à Phil Connors (Bill Murray) o "moço do tempo", ranzinza e arrogante, cuja escalação pela quarta vez consecutiva para cobrir o Dia Marmota, só agrava sua personalidade nada agradável.
Phil e Phil dividindo uma cena épica!!!
Sem opção, o mala sem alça vai para a cidadezinha Punxsutawney acompanhado da produtora Rita Hanson (Andie MacDowell) e do câmera Larry (Chris Elliott), espalhar seu mau-humor sobre os irritantemente contentes nativos. - Admito que concordo com o protagonista ranzinza sobre o equívoco desta tradição. Extremamente comercial, e nem sequer realizada direito: é sério que os responsáveis pelo ritual fingem ouvir a marmota? Deixa o bichinho andar e tentar ver sua sombra! - (entenda a tradição do dia da marmota neste post) - De volta ao filme...

Se você é um personagem ranzinza e chega ao auge do mau comportamento em uma comédia cinematográfica, esteja avisado: o universo vai tentar te ensinar uma lição. Phil por exemplo fica preso eternamente no tão odiado dia 02 de Fevereiro. Após a confusão e choque inicial, Phil tenta entender o que está acontecendo, tenta pedir ajuda, aproveitar de alguma forma a "vantagem", pedir ajuda, sequestrar a marmota, se matar. É claro, que nada funciona!

Aparentemente é preciso décadas de repetição para uma lição ser bem aplicada. Sim, você já deve ter descoberto (ou viu o filme, pois é de 1993), o protagonista só se livra da maldição quando aprende a ser uma pessoa melhor. Sem segundas intenções ou interesses, apenas porque ele é capaz, e esta parece ser a melhor maneira de gastar um dia. Inclua aqui uma conquista romântica à jornada. Amar alguém além de si mesmo, e admitir isso, também é um passo importante para Phil!


Dieta pra que? Amanhã nada disso terá acontecido mesmo!
Uma comédia simples e despretensiosa, mas cheia de boas mensagens. Chega até soar como redundância, ou lugar comum apontar o roteiro sem pontas soltas, e a incrível montagem que consegue passar a sensação de décadas, repetindo situações sem nunca ficar arrastado ou chato. Ou mesmo dizer, que é o papel feito para o Bill Murray e apenas ele. 

Logo vou parar por aqui. Somando minha voz à maioria, que coloca esta comédia entre os clássicos tanto da comédia, quanto de filmes com problemas temporais em seu cerne. Quem diria que passar anos, esperando alguém parar de olhar para a própria sobra e descobrir as qualidade do mundo a sua volta seria tão divertido?!?

sexta-feira, 23 de outubro de 2015

Presos no Loop Temporal

Phil (Bill Murray), não é o único condenado à um loop temporal. Vamos quem mais ficou preso nesa situação nada agradável?

Sobrenatural - Local Misterioso
time-loops-in-hollywood-supernatural
Este episódio da 3ª temporada da série admite fazer referência à Feitiço do Tempo, quando prende Sam na mesma terça-feira por meses. Ente os vários eventos misteirosos da cidadezinha em que eles estão "trabalhando", a morte de seu irmão Dean é o único que ele não consegue evitar. Resultando em uma dezena de mortes criativas para o personagem. Para o poço de referências ficar ainda mais gostoso, quando finalmente sai do "time loop", Sam acorda com uma música diferente no rádio relógio (sim ele tem um, igual ao Phil). Nesta quarta-feira tocka "Back in Time" trilha sonora de De Volta para o Futuro. Uma festa de referências.



Xena: A Princesa Guerreira - Been There, Done That
Xena revive o mesmo dia repetidamente até descobrir o que está causando a maldição. Nesse meio tempo, ela assiste a morte de Gabrielle, Argo, Joxer e dela própria. Ela precisa parar a carnificina na cidade dividida no estilo Montéquio e Capuleto, inclua o casal romântico impossível aqui. O mocinho aliais sabia da repetição, mas não pede ajuda pois esperava que um "Heroi" feito Hércules aparecesse. Machista, hein!



time-loops-in-hollywood-star-trek-the-new-generation“Causa e Efeito” (Jornada nas Estrelas: A Nova Geração)
Este episódio da 5ª temporada de A Nova Geração, foi ao ar em 1992, antes de Feitiço do Tempo. O episódio começa com a Enterprise explodindo, com toda a sua tripulação a bordo, que se esforça para entender porque ele estão repetindo o mesmo evento sem parar, sempre resultando numa morte flamejante. Picard (Patrick Stewart) e companhia acabam descobrindo que eles ficaram presos num ciclo de causalidade temporal (naturalmente), e se libertam deste “disco arranhado”. Sua recompensa? Um bate papo com Kelsey Grammer!

time-loops-in-hollywood-12-01Meia-Noite e Um (12:01)
Jonathan Silverman e Helen Slater encabeçam este filme pra TV de 1993 dirigido por Jack Sholder e exibido pela Fox. Silverman interpreta um cientista que testemunha o assassinato de sua colega (Slater), toma um choque elétrico e é forçado a reviver os mesmos eventos terríveis sempre que o relógio chega à meia-noite e um. Neste o mundo inteiro está preso num loop temporal, e o herói do filme tem que descobrir uma forma de libertá-lo.

No Limite do Amanhã
O major Bill Cage (Tom Cruise), é responsável pela publicidade do excército, em uma longa guerra contra invasores alienígenas, com a qual a humanidade está lidando. Quando se recusa à fazer imagens em loco dos produtos que vende, exoesqueletos para os soldados, é declarado desertor, e jogado sem experiência no front. Morto em menos de cinco minutos em combate, ele acorda um dia antes da batalha e a partir daí, revive repedidamente o "dia D". É claro que o repeteco vai fornecer o conhecimento que faltava para vencer os aliens.


Esses foram os que lembramos de cara. E você lembrou de outros loops temporais? Conta pra gente!