3 blogueiras + 1 desafio = aprimorar a cinefilia.
DVD, sofá e pipoca,
formando cinéfilas melhores!

sexta-feira, 28 de maio de 2010

É só o começo


Pode parecer ironia, já que estamos em plena Semana do orgulho nerd aqui no blog, mas nunca fui nerd o suficiente para ser aficionada pela saga Star Wars. Não me lembro exatamente quando assisti à trilogia original pela primeira vez, mas já sabia de vários detalhes da história só de ler sobre o assunto e ouvir testemunhos de fãs mais ferrenhos. Então, rever o Episódio IV - Uma nova esperança agora me deu algumas perspectivas interessantes. Vamos a elas.

Em relação à trama em si, o primeiro filme não é muito relevante. Funciona mais para apresentar os personagens e nos situar na batalha entre rebeldes e Império. Ok, conhecemos Darth Vader, mas ele até que está bem contido, mais para um coadjuvante. O destaque vai mesmo para o jovem Luke, que descobre sua vocação para ser um guerreiro, assim como seu pai o fora. Mas vamos combinar que o método de treinamento de Obi-Wan foi muito chinfrim, né? Umas frasezinhas de autoajuda, e, pronto, nasce um jedi. Até seu Miyagi faria melhor.

Ah, conhecemos a amada dupla C-3PO e R2-D2 (engraçado como ele me lembra o Wall-e! Deve ter servido de inspiração...), e vemos nascer também a implicância entre Léia e Han Solo, com aqueles diálogos deliciosos de gata e rato. Adoro. Fora isso, a gente tem um resgatezinho aqui, uma troca de tiros ali... Tenho que dizer que o que mais me chocou foi mesmo a destruição de Alderaan. Gente, que homens maus, acabarem com um planeta inteiro depois de terem dado sua palavra! E a gente aqui, sofrendo por antecipação com 2012...

Antes que me xinguem: sim, eu gosto de Star Wars, mas esse filme específico não me empolga muito. Gosto da trama como um todo, de saber que Luke e Léia sentem atração um pelo outro, sem saber que são irmãos. Que Luke vai descobrir que seu grande inimigo é seu pai, um grande jedi que cedeu ao lado negro da Força. Ou seja, sem menosprezar a mitologia, os personagens carismáticos e as cenas de ação, a série de George Lucas, no fundo, é quase uma novela. No bom sentido, claro.

O que quero dizer com tudo isso é que meus conhecimentos sobre a história toda acabam interferindo na minha percepção do primeiro filme. E aí, tudo que eu consigo ver são como era tosco aquele Povo de Areia, como a cena de luta entre Darth Vader e Obi-Wan beira o ridículo... Juro que são só observações, não é implicância. É que eu sei que vai ficar melhor depois. Tá, agora fiquei com vontade de ver o resto da série de novo: lado nerd ativado! 

0 comentários: