3 blogueiras + 1 desafio = aprimorar a cinefilia.
DVD, sofá e pipoca,
formando cinéfilas melhores!

segunda-feira, 9 de julho de 2012

Mês HQs: os concorrentes

Adaptar quadrinhos para o cinema está na moda, mas não é novidade. Logo, nada de se admirar com tantas produções. Diferentes gêneros, estilos, público alvo, a variedade é grande. E já que você precisa escolher um em nossa enquete resolvemos dar uma ajudinha e apresentar cada um deles.

Escolha seu favorito e vote em nossa enquete. (Fica no menu ali ao lado ó!)

A Princesa e o Robô
(1983)

Em um distante planeta em forma de cenoura; robôs e coelhos vivem lado a lado tranqüilamente. Até que um raio misterioso, vindo de uma distante estrela pulsar, atinge um robozinho e o torna apaixonado pela princesinha do reino, a doce Mimi. Mas há perigos, inveja e um vilão terrível para tentar atrapalhar o romance. E a Turma da Mônica entra em cena, para ajudar os dois namoradinhos, aprontando mil peripécias pelo espaço.






Anti-Herói Americano
(American Splendor - 2003)

O balconista de hospital Harvey Pekar (Paul Giamatti) deixa cair no chão alguns arquivos de óbito e encontra a ficha de um homem que trabalhou a vida inteira como balconista em Cleveland ­ um emprego burocrático, exatamente como o dele. Esse episódio, combinado com o fato de ter visto o seu amigo Robert Crumb (James Urbaniak) se tornar uma pequena celebridade em São Francisco como cartunista, o inspiram a criar a sua própria revista em quadrinhos, chamada American Splendor. A revista, publicada em 1976 com grande sucesso, retratava com realismo o cotidiano do próprio Harvey, um amante compulsivo de jazz e livros.



Do Inferno
(From Hell - 2001)

Em 1888 a cidade de Londres vive um horror sem precendentes, principalmente aqueles que vivem em Whitechapel. Lá mora Mary Kelly (Heather Graham) e seu grupo de amigas, que vivem sendo hostilizadas pelas gangues locais e são obrigadas a se prostituir para sobreviver. Até que uma das companheiras de Mary, Annie (Katrin Cartlidge), é repentinamente sequestrada, com este acontecimento logo seguido pelo brutal assassinato de Polly (Annabelle Apsion). Desconfiando que tais acontecimentos sejam na verdade uma "caçada" às garotas de Whitechapel, o caso logo chama a atenção de Frederick Abberline (Johnny Depp), um brilhante e perturbado inspetor de polícia que muitas vezes usa de seus poderes psíquicos para solucionar casos. Abberline se envolve cada vez mais com o caso e aos poucos se apaixona perdidamente por Mary, mas quanto mais se aproxima da verdade mais Whitechapel fica perigosa para Abberline, Mary e suas companheiras.

0 comentários: