3 blogueiras + 1 desafio = aprimorar a cinefilia.
DVD, sofá e pipoca,
formando cinéfilas melhores!

sábado, 1 de setembro de 2012

Como prender um homem em 2 dias!

Levada da Breca mostra como conquistar seu pretendente com as técnicas nada ortodoxas da a mimada e inconsequente Susan (Katharine Hepburn). A mirabolante estratégia inclui muito improviso, diversos lugares, um cão, um leopardo do Brasil (leia-se onça), um osso de dinossauro e muita, mas muita gente confusa. Tudo em apenas 48 horas!

David Huxley (Cary Grant) é um paleontólogo com casamento marcado, que esbarra em Susan quando tentava impressionar um possível investidor para seu museu. Determinada a se casar com o rapaz a moça apronta poucas e boas para desviá-lo de seu "bom" caminho.

Apesar de ser um plano malvado de uma moça, é difícil não torcer por ela. Afinal ela estava fazendo um favor e tanto para o rapaz. Careta ele se casaria por conveniência com um mulher que prometera colocas a carreira profissional do marido acima de tudo. Tudo mesmo, filhos, lua de mel, romance, etc.

Ajudem o protagonista a entender essa zorra!
Assim o filme segue com intermináveis problemas, se acumulando e se agravando. Desventuras em série daquelas que apenas o pato Donald seria capaz de arranjar. E assim como as aventuras do desenho, muito, muito divertidas!

Katharine Hepburn, entrega uma personagem adoravelmente insana, louca mesmo. Por um bom tempo nos perguntamos se existe um ou objetivo em suas ações ou se ela faz escolas a esmo. Sim existe um objetivo. E sim ela faz escolhas aleatórias, as vezes sem sentido, afinal para quer pensar muito?

Uma mocinha imprevisível de verdade. Coisa rara em comédias românticas, só por isso já valeria o ingresso. Então temos Cary Grant, careta, 98% da história completamente perdido, com habilidade nenhuma para resolver qualquer coisa e incrivelmente carmoso ao combinar tudo isso.

E claro, Baby. A onça que por algum motivo que desconheço é chamada de leopardo todo o tempo. (Será que estadunidenses são incapazes de pronunciar a palavra "onça"?). Nem a Juma Marruá teria melhor animalzinho de estimação.

A única falha é que a tão divertida correria não deixa muito tempo para a interação da dupla. Assim o romance de Susan e David, soa meio forçado ou ao menos apressado. Muito mais comédia que romântica é uma opção para terminar o dia bem.

0 comentários: