3 blogueiras + 1 desafio = aprimorar a cinefilia.
DVD, sofá e pipoca,
formando cinéfilas melhores!

quarta-feira, 13 de março de 2013

Curiosidades O Rei e Eu

O Rei e Eu foi banido na Tailândia, nome que se dá atualmente ao Sião, por ter sido considerado desrespeitoso com a monarquia local.

Embora este filme foi filmado e promovido no então novo 55 milímetros CinemaScope 55, na verdade foi mostrado no CinemaScope padrão de 35 mm, com 4 canais estéreo em vez de o aparelho de som de 6 canais inicialmente prometido. CinemaScope 55 foi descartado depois de ser usado em apenas dois longas-metragens.

Apesar de Walter Lang ter sido creditado como diretor e Jerome Robbins ter ganho crédito apenas pelas sequências musicais, após o lançamento do filme Lang admitiu que grande parte do filme foi de responsabilidade de Robbins e que ele é quem deveria ter recebido o crédito de diretor de O Rei e Eu

Quem sugeriu a contratação de Deborah Kerr para interpretar a personagem Anna foi Yul Brynner, que havia ficado impressionado com seu trabalho anteriormente. Este é o 1º de 2 filmes em que Yul Brynner e Deborah Kerr atuaram juntos. O posterior foi Crepúsculo Vermelho (1959).

Deborah Kerr foi dublada em suas cenas de canto por Marni Nixon. Apesar da contratação de Marni Nixon, Deborah Kerr teve lições de canto para interpretar Anna Leonowens.

Marni Nixon fez um contrato de 6 semanas para participar de O Rei e Eu.  Ela tinha que comparecer aos sets de filmagens sempre que Deborah Kerr tivesse que rodar alguma cena musical, realizando a cena juntamente com Kerr de forma a imitar suas expressões faciais e fazer com que sua voz correspondente à situação pela qual passava a personagem.

As roupas desenhadas para a personagem de Deborah Kerr tinham de 13 a 18 quilos cada uma.

Filmado anteriormente como Ana e o Rei do Sião (1946) e refilmado como Anna e o Rei (1999). Este último é um dos concorrentes da enquete deste mês no blog.

Foi baseado na peça que estreou na Broadway com o mesmo nome na década de 1960. Ambos com músicas de Richard Rodgers e Oscar Hammerstein II.

O custo de produção de O Rei e Eu foi dez vezes o valor gasto para a montagem da peça teatral na Broadway.

A cena curta em que Anna é levada pelas ruas de Bangkok para o palácio do Rei pela comitiva real exigiu 25 set em uma área de três hectares nos estúdios da Fox, sem contar os estábulos para os elefantes usados ​​na seqüência.

0 comentários: