3 blogueiras + 1 desafio = aprimorar a cinefilia.
DVD, sofá e pipoca,
formando cinéfilas melhores!

terça-feira, 12 de novembro de 2013

Curiosidades de No Tempo das Diligências

Este foi o primeiro de muitos filmes que John Ford filmou em Monument Valley, Arizona. Outros foram: Paixão dos Fortes, Sangue de Heróis, Legião Invencível, Caravana de Bravos, Rio Bravo, Rastros de Ódio, de e Audazes e Malditos seu último ocidental, Crepúsculo de Uma Raça.

Primeiro faroeste falado de John Ford, e primeiro filme do diretor nesse gênero em 13 anos. Westerns tinham sido abandonados com a chegada do som, pois era complicado para gravar nas locações.

A primeira de muitas colaborações entre John Ford e John Wayne.

Quando os atores do filme estavam sendo escalados, John Ford pressionou para que John Wayne entrasse, mas o produtor Walter Wanger negou. Foi apenas depois da persistência de Ford que Wanger finalmente cedeu. As reservas de Wanger eram baseadas na ligação de Wayne com filmes "B", categoria que ele ficou durante um tempo sem mostrar seu talento. Além disso, seu primeiro papel principal sério foi em A Grande Jornada (1930), que foi um fracasso de bilheteria.

Em 1939 não havia nenhuma estrada pavimentada através de
Monument Valley, daí a razão pela qual não tinha sido utilizado como um local de filme antes (não era pavimentada até a década de 1950). Harry Goulding, que dirigia um posto de comércio lá, tinha ouvido dizer que John Ford estava planejando um faroeste de grande orçamento então ele viajou para Hollywood, armado com mais de 100 fotografias, e ameaçou acampar na porta de Ford até que o diretor o visse. Ford o viu e quase imediatamente decidiu por filmar no local, principalmente quando ele percebeu que seu afastamento seria libertá-lo da interferência do estúdio.

John Ford amou tanto o local Monument Valley que o  percurso da diligência atravessa o vale três vezes.

Todos os interiores do filme têm tetos, uma prática incomum na época para as filmagens de estúdio. Os tetos foram incluídos para criar um efeito claustrofóbico em contraponto completa para a vasta extensão aberta de Monument Valley.

Índios Navajo locais interpretaram os Apaches. A produção do filme foi um grande impulso econômico para a população pobre local, dando emprego a centenas de moradores como figurantes e trabalhadores manuais.

Hosteen Tso, um xamã local, prometeu John Ford exatamente o tipo de formações de nuvens que ele queria. Eles apareceram devidamente.

Perguntado por que, na cena de perseguição do clímax, os índios não simplesmente atiram nos cavalos para parar a diligência, o diretor John Ford respondeu: "Porque isso teria sido o fim do filme."

Embora Louis Gruenberg receba crédito de tela pela trilha sonora, a sua contribuição não foi utilizada e seu nome foi omitido para a indicação ao Oscar.

Retratado em um dos quatro 25 US ¢ selos postais comemorativos emitidos 23 de março de 1990 homenageando filmes clássicos lançados em 1939. Os selos traziam os filmes No Tempo das Diligencias, Beau Geste, O Mágico de Oz e ... E o Vento Levou.

Orson Welles assistiu esse filme em particular cerca de 40 vezes enquanto estava fazendo Cidadão Kane.

Akira Kurosawa afirmou que Stagecoach era um de seus filmes favoritos e o influenciou quando fez os Sete Samurais (Shichinin no samurai) em 1954.

"Oscar Theater" transmitiu uma adaptação de rádio 30 minutos do filme em 04 de maio de 1946 com Claire Trevor reprisando seu papel no cinema.

Em 1966 foi feito um remake com Ann-Margret e Bing Crosby.

Em 1986 foi feito uma versão para a TV com Willie Nelson, Kris Kristofferson e Johnny Cash.

0 comentários: