3 blogueiras + 1 desafio = aprimorar a cinefilia.
DVD, sofá e pipoca,
formando cinéfilas melhores!

terça-feira, 19 de novembro de 2013

Curiosidades de O homem que Matou Facínora

Este foi o último filme de John Ford em preto e branco.

Várias razões foram apresentadas para o filme ser em preto e branco. John Ford afirmou certa vez que aumentaria a tensão, mas outras pessoas envolvidas com a produção, disseram que a Paramount estava cortando custos, razão pela qual o filme foi rodado em estúdios de som . Sem as restrições orçamentárias, a Ford teria estado em Monument Valley usando  Technicolor. Também tem foi sugerido que uma vez que tanto John Wayne quanto James Stewart estavam vivendo personagens 30 anos mais jovens do que eles (Wayne tinha 54 anos quando o filme foi filmado no outono de 1961 e Stewart tinha 53 anos), o filme precisava ser em preto e branco, porque eles nunca teriam convencido em cores. A diferença de idade era particularmente visível no caso de Stewart, já que ele estava fazendo um jovem advogado que tinha acabado de se formar na faculdade de Direito.

O.Z. Whitehead, que interpretava um adolescente, tinha na verdade 50 anos.

Algumas das cenas iniciais do filme, especialmente no restaurante, foram aparentemente concebidas por John Ford como um tributo zombeteiro para os filmes de seu amigo e companheiro de diretor, Howard Hawks.

Último filme de Stuart Holmes, Buddy Roosevelt, Jack Perrin, Blackie Whiteford e da atriz de cinema mudo Helen Gibson.

Primeira ocasião em que John Wayne chama alguém de "Pilgrim".

Em cartazes promocionais do filme, James Stewart aparece creditado primeiro, no entanto, no próprio filme, cartão de tela de John Wayne aparece em primeiro lugar, seguido por Stewart. Além disso, o estúdio ordenou que todos os gerentes de teatro para colocar o nome de Wayne antes de Stewart em suas marquises.

0 comentários: