3 blogueiras + 1 desafio = aprimorar a cinefilia.
DVD, sofá e pipoca,
formando cinéfilas melhores!

terça-feira, 25 de fevereiro de 2014

Curiosidades de "Julie & Julia"

O último filme de Nora Ephron. A diretora e roteirista morreu em 2012.

Julies e Julias, ficção e realidade
O longa é inspirado em duas histórias reais. Como Julia Child se tornou a pais popular culinarista dos EUA. E como Julie Powel resolveu cozinhar todas 524 receitas do livro de Child em apenas um ano, e blogar sobre a experiencia. Como base foram usados os livros My Life in France, autobiografia de Child escrito com Alex Prud'homme e Julie & Julia de Julie Powell.

O blog de Powel se chamava The Julie/Julia Project, e até pouco tempo ainda estava acessível no "Salon.com". O blog mais recente dela ainda está no ar embora desaturalizado.

Julie & Julia inspirou a criação deste blog. Já que que ficamos com inveja inspiradas pela ideia de um projeto blogueiro construtivo. Infelizmente (ou não), cozinha não é nosso forte, então trocamos as 524 receitas, por 50 filmes que também tiramos de um livro.

Meryl Streep ganhou tanto cerca de 6kg, durante as filmagens.

Este é o segundo filme em que Meryl Streep e Amy Adams atuam juntas, apesar de suas personagens nunca se encontrarem. O anterior foi Dúvida (2008).

Também é a segunda parceria entre Meryl Streep e Stanley Tucci que atuaram juntos em O Diabo Veste Prada (2006). Foi Meryl quem indicou Tucci para o papel de Paul Child.

Paul Child era 10 anos mais velho do que Julia Child, no entanto, na realidade, Meryl Streep é de 11 anos mais velha que "Stanley Tucci.

Por ser mais baixa que a verdadeira Julia Child, Meryl Streep teve que usar sapatos de salto alto nas filmagens. Além disto as gravações foram feitas usando truques de cenário, câmera e figurino de forma a fazer com que parecesse mais alta.

A mala, no início do filme pertenceu ao verdadeiro de Paul Child.

Julia Prud'homme, que interpreta a professora de Bridge no filme, é sobrinha-neta de Julia Child.

Louisette Bertholle é retratada como uma parceira preguiçosa que fazia sua parte no projeto livro de receitas. Depois que o filme foi lançado, as pessoas que a conheciam declararam que ela foi dedicada ao projeto e testou um grande número de receitas em sua casa. Eventualmente, ela precisou a reduzir sua participação no projeto, mas por motivos pessoais, já que ela estava lidando com um processo de falência (resultante de um investimento falho) e um divórcio doloroso e feio. Ela finalmente se casou de novo, feliz, tornou-se uma autora bem sucedido livro de receitas por conta própria.

'Stop The Train' por Henry Wolfe está incluída na trilha sonora. Henry (nome real Henry Gummer) é o filho de Meryl Streep.

Os editores de Houghton Mifflin mostram a Julia Child um livro intitulado "Home Cooking real" por um autor chamado Della Simmons. Tanto o livro quanto o autor são ficcionais.

Ambos os terminais de trem que aparecem no longa, Paris e Boston, são na verdade a maravilhosamente restaurada sala de espera do New Jersey Transit Hoboken Terminal Train.

A citação de Eric Powell ("Eu amo prazos. Gosto particularmente do chiado eles fazem como eles vão voando") foi originalmente dita por Douglas Adams, autor de O Guia do Mochileiro das Galáxias. O próprio Eric explica isso, imediatamente após a entrega da linha.

Este é o segundo filme que Meryl Streep apareceu em que tem o nome "Julia" no título. A primeira foi sua estréia no cinema, Júlia, em 1977

0 comentários: