3 blogueiras + 1 desafio = aprimorar a cinefilia.
DVD, sofá e pipoca,
formando cinéfilas melhores!

quinta-feira, 27 de fevereiro de 2014

Um pouco mais de Meryl Streep

Mary Louise Streep nasceu em 1949, no estado americano de Nova Jérsei. Graduou-se em teatro dramático no renomado Vassar College em 1971. Também foi estudante ouvinte do Dartmouth College e fez mestrado em Artes Dramáticas na Universidade de Yale. Durante este curso participou de várias montagens teatrais, como Sonho de uma noite de verão, de William Shakespeare. A partir daí participou de diversas montagens teatrais, inclusive na Broadway até o início dos anos de 1980, pouco depois de estrear no cinema.

Seu primeiro filme foi Julia (1977), papel pequeno, porém de destaque, nas cenas de flashback. Em 1978, estrelou a minissérie Holocausto, como uma alemã casada com um artista judeu durante o período nazista. Mais tarde revelou que achou o material "forçadamente nobre", e só aceitou o papel porque precisava de dinheiro. Mas, com uma audiência estimada em 109 milhões de pessoas, a série tornou Meryl uma atriz nacionalmente famosa. E lhe deu seu primeiro Emmy.

Ainda em 1978 com The Deer Hunter (1978) indicada ao Oscar de melhor atriz coadjuvante. Também foi coadjuvante no filme Manhattan de Woody Allen de 1979.

Kramer vs. Kramer (1979), trouxe seu primeiro Oscar. E abriu as portas para o crescimento de sua carreira nos anos de 1980. Nesta década a atriz começou a ser convidada para papéis de protagonista. E foi reconhecida por sua versatilidade e dedicação, seja com papéis de destaque ou coadjuvantes.

Na década de 1990, sua carreira desacelerou um pouco. Primeiro pela escassez de papéis para atrizes na faixa dos 40 anos, e também por sua por sua escolha de só trabalhar em Los Angeles, próxima de sua família.

Meryl caracterizada como o personagem 
"Rabino"  da mini-série Angels in America
atuação que lhe rendeu o Globo de Ouro 
e o Emmy
Em 2002, Meryl voltou aos palcos pela primeira vez depois de mais de vinte anos, interpretando Arkadina no The Public Theater, no revival da peça The Seagull, de Anton Chekhov, dirigida por Mike Nichols e co-estrelada por Kevin Kline, Natalie Portman, e Philip Seymour Hoffman. E sua carreira cinematográfica também começou a acelerar novamente.

Nos anos seguintes Meryl começou a reaparecer nos mais diferentes filmes e papéis, relembrando o público sua versatilidade. Filmes como Adaptação, As Horas (ambos de 2002) ou a fantasia infantil Desventuras em Série (2004). Desde então aparece em ao menos um filme por ano (geralmente é mais). Além do teatro, programas para TV e até animações.

Em 2008, Meryl participou de seu maior sucesso comercial, o filme musical Mamma Mia! em 2014 deve aparecer em 4 produções diferentes. O primeiro a estrear August: Osage County lhe rendeu sua 18 indicação ao Oscar.

Praticamente sócia do prêmio (afinal é recordista de indicações entre as mulheres), Streep é figura certa quase todo ano, e levou 3 estatuetas. Também recebeu prêmios em dezenas de premiações festivais e até condecorações especiais, durante toda sua carreira (veja todos aqui). 

Várias faces de Meryl, consegue nomear todos os filmes?

Os prêmios são resultado de sua dedicação perfeccionista aos papéis, pelos quais muda aparência, sotaques e trejeitos que a tornam irreconhecíveis a cada novo projeto. Para atuar em Música do Coração, por exemplo aprendeu a tocar violino, tendo ensaiado 6 horas por dia durante 8 semanas.

Meryl e família
Meryl Streep viveu com o ator John Cazale por três anos, antes de sua morte em 1978.Se casou com o escultor Don Gummer, em setembro de 1978. Eles tem quatro filhos: Henry Wolfe Gummer (1979); Mamie Gummer (1983); Grace Gummer (1986); e Louisa Jacobson Gummer (1991). Tanto Mamie como Grace são atrizes, enquanto Henry é músico e ator.

Confira a filmografia completa da atriz, que também tem uma discografia extensa, e dezenas de prêmios.

0 comentários: