3 blogueiras + 1 desafio = aprimorar a cinefilia.
DVD, sofá e pipoca,
formando cinéfilas melhores!

terça-feira, 29 de julho de 2014

Curiosidades de "Sombras da Noite"

Tente não rir!
Enviado aos cinemas com o nome falso de "Night Moves".

Versão para o cinema da série de televisão Sombras da Noite (1966-1971).
Esta é a terceira adaptação da série. As outras foram Nas Sombras da Noite (1970) e Maldição das Sombras (1971). A série também ganhou um remake para TV, Dark Shadows (1991) e um telefilme, Dark Shadows (2005).

O filme é ambientado em 1972, um ano depois de Sombras da Noite (1966) ter sido cancelada.

Barnabas Collins, personagem principal do filme, apareceu na série de TV apenas no episódio 211. Ele foi criado na intenção de melhorar a audiência, que andava baixa. Até então a série girava em torno da personagem Victoria, a misteriosa governanta da mansão Collinwood.
Jonathan Frid (1970) - Johnny Depp (2012)
Jonathan Frid, intérprete de Barnabas Collins na série de TV, aparece em uma pequena ponta no filme, como um dos convidados na festa realizada em Collinwood. Sombras da Noite foi seu último filme, já que o ator faleceu em 13 de abril de 2012, aos 87 anos.

Kathryn Leigh Scott, Lara Parker, David Selby outros intérpretes da série original também fazem participações especiais. Segundo Kathryn os veteranos foram tratados como realeza por todo elenco e equipe.

Jonathan Frid, Lara Parker, David Selby e Kathryn Leigh Scott, que interpretaram respectivamente Barnabas Collins, Angelique Bouchard, Quentin Collins e Maggie Evans / Josette Dupres no original, aparecem no baile em Collinwood em duas cenas: 1) quando eles são recebidos na porta por Barnabas, e quando Alice Cooper começa seu segundo número, Elizabeth é vista conversando conversando com Scott, Selby e Parker.

Durante o baile em Collinwood, Carolyn repete o primeiro verso de "The Ballad of Dwight Fry" para sua mãe, fazendo-a ficar tensa. As letra "Mommy, where's daddy? He's been gone for so long. Do you think he'll ever come home?"("Mamãe, onde está papai Ele se foi há tanto tempo. Você acha que algum dia ele vai voltar para casa?") Faz referência a um enredo possível da série original de 1966, nela Carolyn acredita que Elizabeth assassinou seu pai.

Em Sombras da Noite de 1966, a Dra. Julia Hoffman foi vivida por Grayson Hall, esposa do escritor principal da série Sam Hall. Em um bizarro (ou não) paralelo, a Dra. Hoffman no filme é interpretada por Helena Bonham Carter, esposa do diretor Tim Burton.

A cena em que Barnabas se aproxima Collinwood em 1972 é uma cópia exata da primeira cena de Barnabas na série (1970), onde ele se aproxima Collinwood das sombras.

Tim Burton, Johnny Depp e Michelle Pfeiffer eram os fãs do original Sombras da Noite (1966),  assistiam quando eles eram jovens.

Quando Michelle Pfeiffer ouviu falar sobre uma adaptação de Sombras da Noite (1966), ela ligou para Tim Burton para pedir um papel no filme, algo que ela raramente faz.

Os produtores vasculharam o Reino Unido e Maine para encontrar uma vila de pescadores apropriada para filmar Collinsport, mas não conseguiu encontrar uma que se encaixasse. Assim, eles construíram toda a cidade a partir do zero em Pinewood Studios.

Para se preparar para seu papel como Barnabas Collins, Johnny Depp empreendeu um regime de perda de peso e uma dieta do chá verde e frutas com pouco açúcar.

Eva Green faz uma aparição sem créditos como a mãe de Angelique no prólogo.

Eva Green descreveu seu papel de Angelique como "Bette Davis e Janis Joplin misturadas."

Josette tem cabelo loiro enquanto Angelique tem cabelo castanho escuro. Já em 1972, a situação foi invertida: Josette/Victoria tem cabelo castanho escuro e Angelique é loira.

Sem tempo para o ensaio antes das filmagens, Tim Burton encontrou uma maneira de colocar todo o seu elenco principal na mente de seus respectivos papéis: Reuniu todos no set para uma sessão de fotos em que reproduziu a famosa imagem da série original com todos de pé no foyer do Collinwood. Esta imagem evoluiu em teaser pôster do filme.

Durante a seqüência de luta sexo em um ponto Angelique tinha pelo menos quatro braços em volta Barnabas.

Cara de Jack Skellington, de O Estranho Mundo de Jack, aparece no espantalho entre as abóboras na mansão quando Willie encontra pela primeira vez Barnabé.

Não é só ao vampiro da série que o longa faz referência. É possível notar semelhanças físicas e até mesmo uma sequencia inspirada em Nosferatu durante o longa.

0 comentários: