3 blogueiras + 1 desafio = aprimorar a cinefilia.
DVD, sofá e pipoca,
formando cinéfilas melhores!

domingo, 22 de fevereiro de 2015

Palpites do Fernando Antonio de Oliveira Barros Júnior para o Bolão do Oscar 2015

Esses palpites não chegaram fora do prazo original (às 24h do sábado), mas recebemos uma enxurradas de palpites de última hora, e não dá para postar tudo de uma vez. Então vamos postar noite à dentro!

É a vez do Fernando Antonio de Oliveira Barros Júnior:

Melhor filme
Birdman ou (A Inesperada Virtude da Ignorância) - O filme já ganhou o prmio dos procutores, o PGA, então já é uma boa indicação para ser o vencedor.

Melhor direção
Richard Linklater – “Boyhood – Da Infância à Juventude - O simples fato deste diretor ter praticamente feito o filme em 12 anos para que ele pudesse seguir uma linha coerente que justificasse a passagem do tempo é um mérito indiscutível da direção e consequentemente da edição.

Melhor atriz
Julianne Moore (“Para Sempre Alice”) - Julianne Moore irá ganhar porque ela está excelente no papel de uma mulher de 50 anos que descobre ter Alzheimer precoce e além disso dramas como estes são sempre bem vistos pelos votantes da academia para ganhar um prêmio

Melhor ator
Eddie Redmayne (“A Teoria de Tudo”) - Além de Redmayne ter feito muito bem um personagem com uma doença motora, as transformações físicas sejam elas nos gestos, no emagrecimento e no comprometimento dos movimentos so atributos bastantes levados em consideração pela academia, então isso já o faz largar na frente para levar o Oscar 2015 para esta categoria.

Melhor atriz coadjuvante
Patricia Arquette, “Boyhood – Da Infância à Juventude” - A interpretação da Patricia Arquette é emotiva, natural e convincente, o seu personagem é simplesmente o suporte do personagem principal, Mason. Sua alta carga dramática no papel de uma mãe com problemas nos relacionamentos amorosos, a faz ser credenciada a conquistar o prêmio

Melhor ator coadjuvante
J.K. Simmons (“Whiplash: Em Busca da Perfeição”) - Interpretação excepcional!, não me fez ter dúvidas.

Melhor roteiro original
Wes Anderson, (“O Grande Hotel Budapeste”) - O roteiro é simplesmente criativo!

Melhor roteiro adaptado
“O Jogo da Imitação”

Melhor canção original
“Glory”, by John Stephens e Lonnie Lynn (“Selma”) - É uma música que ompleta a história do filme.Além de ser uma das mias maduras canções entre os concorrentes.

Melhor fotografia
Emmanuel Lubezki – “Birdman ou (A Inesperada Virtude da Ignorância)” - Este fotografo já ganhou vários prêmios.

Melhor longa de animação
“Como Treinar o Seu Dragão 2″ – Dean DeBlois e Bonnie Arnold - A animação sai n afrente por já ter ganho o Annie Awards, que qualifica os filmes de animação.

Melhor filme estrangeiro
“Leviatã” (Rússia) -

Melhor documentário
“Citizenfour” -

Melhor edição
“Boyhood – Da Infância à Juventude” – Sandra Adair - Indiscutivelmente a melhor edição

Melhor trilha sonora original
“A Teoria de Tudo” – Jóhann Jóhannsson

Melhor figurino
“O Grande Hotel Budapeste” – Milena Canonero

Melhor cabelo e maquiagem
“O Grande Hotel Budapeste”

Melhor desenho de produção
“O Grande Hotel Budapeste” – Adam Stockhausen e Anna Pinnock

Melhor edição de som
“Sniper Americano”

Melhor mixagem de som
“Birdman ou (A Inesperada Virtude da Ignorância)”

Melhores efeitos visuais
“Planeta dos Macacos: O Confronto”

Melhor documentário curta-metragem
“Crisis Hotline: Veterans Press 1″ – Ellen Goosenberg Kent e Dana Perry

Melhor curta de animação
“O Banquete” – Patrick Osborne e Kristina Reed

“Melhor curta de ficção
“The Phone Call” – Mat Kirkby e James Lucas

0 comentários: