3 blogueiras + 1 desafio = aprimorar a cinefilia.
DVD, sofá e pipoca,
formando cinéfilas melhores!

terça-feira, 7 de abril de 2015

Curiosidades de "O Silêncio dos Inocentes"

Até 2015, o único filme de terror para ganhar um Oscar de Melhor Filme. Apenas dois outros foram indicados: O Exorcista (1973) e Tubarão (1975)

Foi o terceiro filme na história a receber os 5 principais Oscars (Melhor Filme, Direção, Roteiro, Ator e Atriz). Os demais foram Aconteceu Naquela Noite (1934) e Um Estranho no Ninho (1975).


O filme ultrapassou o seu orçamento em sua primeira semana de lançamento. E ficou no topo da bilheteria nos Estados Unidos por 5 semanas.

Notoriamente privado e tímido, o autor do livro em que o filme se baseou, Thomas Harris recusou a oportunidade de estar envolvido no filme de qualquer maneira, embora ele tenha desejado o elenco e a equipe a melhor sorte com a adaptação.

Unidade de Ciência Comportamental do FBI (da vida real) ajudou na realização deste filme. A plena cooperação do FBI, aconteceu pois a agência viu a produção como uma ferramenta de recrutamento potencial para contratar mais agentes do sexo feminino.

Quando o agente de Anthony Hopkins telefonou-lhe em Londres, para dizer que ele estava enviando um script chamado "O Silêncio dos Inocentes", Hopkins imediatamente pensou que se tratava de um filme infantil.

Em preparação para seu papel, Anthony Hopkins estudou arquivos de serial killers. Além disso, ele visitou prisões, etudou assassinos condenados e esteve presente durante a audiências judiciais relativas a assassinatos em série.

Uma das inspirações que Anthony Hopkins emprestou para interpretação de Hannibal Lecter foi o hábito de um amigo de Londres, Ele nunca piscava que enervando todos ao seu redor.

Anthony Hopkins descreveu sua voz para Hannibal Lecter como, "uma combinação de Truman Capote e Katharine Hepburn."

Depois de Lecter ser transferido de Baltimore, o plano era para vesti-lo com um macacão amarelo ou laranja. Anthony Hopkins convenceu Jonathan Demme e o figurinista Colleen Atwood que o personagem pareceria mais clínico e inquietante se ele estivesse vestido de branco puro. Hopkins, afirma que teve a ideia de seu medo de dentistas.

Buffalo Bill é a combinação de três reais assassinos em série: Ed Gein, que esfolou suas vítimas, Ted Bundy, que sequestrava mulheres em seu carro, e Gary Heidnick, que manteve mulheres que ele sequestrava em um buraco em seu porão. Gein também serviu inspiração para o assassino de Psicose.

A canção ouviu tocando enquanto "Buffalo Bill" faz a sua dança é "Goodbye Horses" por Q. Lazzarus.

Anthony Hopkins e Jodie Foster compartilham apenas quatro cenas durante todo o curso do filme.

Jodie Foster afirma que, durante a primeira reunião entre Lecter e Starling, zombaria sobre seu sotaque do sul feita por Anthony Hopkins foi improvisada no local. A reação horrorizada de Foster era genuína; ela se sentiu pessoalmente atacada. Mais tarde, ela agradeceu Hopkins por gerar uma reação tão honesta.

Pelo menos seis diretores têm papéis neste filme: Jodie Foster, Anthony Hopkins, Kasi Lemmons, Roger Corman, Dan Butler (que dirigiu episódios de Frasier 1993), e uma participação especial de George A. Romero.

O primeiro casulo de mariposa encontrado em uma das gargantas da vítima foi feito a partir de uma combinação de Tootsie Rolls (TM) e ursinhos de goma, de modo que seria comestível se ingerido.

A música que está tocando durante o funeral (a cerca de 39 minutos) é "Rock of Ages"

O crânio no cartaz formado por sete mulheres corpos, tem base na obra de Dali.

O segundo filme a apresentar o personagem do Dr. Hannibal Lecter, o primeiro foi Caçador de Assassinos (1986) de Michael Mann. Lecter ainda aparece em Hannibal (2001), Dragão Vermelho (2002), Hannibal - A Origem do Mal (2007) e na série de TV Hannibal (2013 - presente).

Este filme contém uma linha famosa erroneamente repetida à exaustão: a maioria usa a citação "Hello, Clarice", quando a frase correta é "Good evening, Clarice". Na sequencia, Hannibal, quando o Dr. Lecter fala ao telefone com Clarice (agora interpretada por Julianne Moore) pela primeira vez, ele, de fato, diz "Olá Clarice". Isso foi colocado em pelos roteristas de Hannibal como uma piada interna, em referência à citação errada do filme original.

As regras para falar com Hannibal Lecter (Anthony Hopkins) são as mesmas que as regras para falar com Ethan Powell em Instinto (1999), um papel também desempenhado por Hopkins.

Serviu inspiração para a canção "Buffalo Bill", de Eminem.

0 comentários: