3 blogueiras + 1 desafio = aprimorar a cinefilia.
DVD, sofá e pipoca,
formando cinéfilas melhores!

quarta-feira, 15 de abril de 2015

Curiosidades de "Os Homens Preferem as Loiras"

O longa é baseado em um musical da Broadway.

Em preparação para seu papel como Lorelei, Marilyn Monroe participou da produção da Broadway de Gentlemen Prefer Blondes estrelado por Carol Channing todas as noites durante mais de um mês.

Inicialmente, a 20th Century Fox pretendia contratar Betty Grable para para o papel de Lorelei Lee. Entretanto, após o sucesso de Niagara em 1953,9 o estúdio decidiu chamar a novata Marilyn Monroe, por acreditar que ela daria ao filme um maior sex appeal, além de seu salário ser bem menor que o de Grable

Quando informada de que não era estrela do filme Marilyn responde: "Well whatever I am, I'm still the blonde." - Bem, seja quem eu for, eu ainda sou a loira.

Este foi o único filme de Jane Russell com Marilyn Monroe. Elas se davam bem. Russell chamava Monroe "Blondie" e muitas vezes era a única pessoa no set que poderia persuadir Monroe a sair de seu trailer para começar as filmagens dia.

Na sequencia de "Ain't There Anyone Here for Love?", a queda de Jane Russell na piscina foi um acidente que o diretor Howard Hawks decidiu manter no filme.

Manifestações organizadas por morenas e ruivas contra o filme na porta do Chinese Theater
"Nós temos tudo que as loiras tem, defendiam as moças!"
Marilyn Monroe teria sugerido a linha "I can be smart when it's important, but most men don't like it."- Eu posso ser inteligente quando é importante, mas a maioria dos homens não gostam disso.
Marilyn Monroe usa um vestido de noite dourado anteriormente usado por Ginger Rogers em O Gênio na Televisão (1952).

Marilyn Monroe insistia em retomadas apesar aprovação do diretor Howard Hawks. Quando a Fox perguntou a Hawks como a produção poderia ser acelerada ele respondeu: "Substitua Marilyn, reescrevar o roteiro para torná-lo mais curto, e arranje um novo diretor"


Para o número "Diamonds Are a Girl's Best Friend", Marilyn Monroe iria originalmente pvestir nada além de faixas de veludo preto e muitos cristais, criando a ilusão de um colar de diamantes do tamanho de uma mulher. No entanto, este projeto foi considerado muito revelador e vetado pelo estúdio em favor do vestido rosa, agora icônico.


A canção "Bye, Bye Baby", apresentada neste filme foi gravada por inúmeros cantores na década de 1950 e ficou nas paradas de música por mais de seis semanas.

Embora o filme seja uma produção de 20 Century-Fox, o álbum da trilha sonora original foi lançado pela MGM Records - a primeira vez que a gravadora de MGM lançou uma trilha sonora de um filme que não produziu.

A canção escrita para Marilyn Monroe para, este filme, "Boy Down" (música de Hoagy Carmichael, letra de Harold Adamson), foi rejeitada, mas mais tarde cantada e dançado por Betty Grable em Aposenta-se hum Marido (1955).

Anita Loos escreveu o livro But Gentlemen Marry Brunettes, onde diz que os homens podem até preferirem as loiras, mas se casam com as morenas. Em 1955, foi lançado outra versão para o filme, intitulado Gentlemen Marry Brunettes, estrelado por Russell e Jeanne Crain, onde as duas interpretam as filhas de Dorothy Shaw. Jeanne foi incluída no filme para substituir Monroe, buscando nova imagem, porém o vídeo foi mal recebido pelo público.

O filme ganhou mais de sete milhões e meio de dólares nas bilheterias e foi o sexto filme de maior bilheteria de 1953, logo atrás de outro filme de Monroe, How to Marry a Millionaire.

Como resultado do sucesso do filme, Monroe e Russell foram escolhidas para colocar suas mãos e pés no Grauman's Chinese Theatre


0 comentários: