O Lar das Crianças Peculiares


Uma realização peculiar para uma fábula peculiar - creio que essa seja a melhor forma de definir este O Lar das Crianças Peculiares (Miss Peregrine's home for peculiar children, 2016). O longa de Tim Burton cumpre a função de apresentar um mundo diferente, mas deixa a desejar aos fãs que esperavam voltar a vê-lo em sua fase mais fantástica ou sombria.

Jake Portman (Asa Butterfield, que tá enorme) é um adolescente comum que vê sua vida virar de ponta-cabeça quando seu avô, Abe Portman (Terrence Stamp), sofre um ataque: ele sofria de demência, e acreditava estar sendo perseguido por monstros. Jake acaba descobrindo que os monstros que o avô lhe contava estórias realmente existem da pior maneira.

Crianças peculiares na sessão diária de filme: momento divertido
Com dificuldades de acreditar no que viu, ele precisa de ajuda médica para se equilibrar e voltar à vida normal. Mas um presente de aniversário deixado por seu avô antes de sua morte o faz querer confrontar de vez a fantasia que o avô fizera tanta questão de manter incutida em sua cabeça: as pistas encontradas no livro e no cartão postal, recebido de há pouco tempo, comprovavam a ligação entre as antigas estórias pra dormir que ele lhe contava e a realidade de seu passado no exército e as viagens pelo mundo que o afastavam de sua família.

Sra. Peregrine (Green): protegendo e ensinando as crianças
 Jake acaba viajando com seu pai até o País de Gales com o filho atrás do endereço do orfanato onde seu avô morou quando criança. O rapaz está animado por finalmente ter uma chance de descobrir a verdade. Ao chegar ao local, ele descobre que o prédio está totalmente destruído desde 1943, quando foi alvo de uma bomba nazista. Chateado por ter pensado que o fantástico realmente não existia (e que era apenas uma fuga do passado traumático de seu avô), Jake é surpreendido pelas crianças peculiares quando volta a visitar o lugar com mais calma.

Familiares a ele, pois os conhecia pelas fotos que Abe guardara, ele as segue até o período de tempo onde eles estão escondidos. É assim que ele descobre que todo dia é dia 03 de outubro de 1943 para eles, e como isso acontece. Recebido alegremente pela própria Sra. Peregrine (Eva Green) e pela maioria das crianças, Jake só não compreende porque nenhum deles quer lhe contar mais sobre seu avô. Mas acontecimentos estranhos começam a acontecer na ilha onde eles se encontram, e Jake é um dos principais suspeitos: preocupado que o filho estivesse em um acesso de loucura, seu pai decide ficar mais presente. Mas uma informação confidencial à sra. Peregrine, enviada por seu avô, se faz urgente: um ataque recente a um porto seguro semelhante ao orfanato pode por as crianças em perigo - e Jake pode ser a única pessoa capaz de evitar o desastre.

Jake (Butterfield) em ação: só precisa aprender a mirar melhor
O filme entretém do começo até o fim, mas não permanece na memória por muito tempo depois que saímos da sala de cinema. As personagens são divertidas, mas as peculiaridades acabam sendo mal aproveitadas - em algumas sequências é bem óbvio que elas poderiam ter feito muito mais do que fizeram. A direção de arte é impecável, mas a fotografia (por incrível que pareça) deixa a desejar: o efeito azulado e frio da noite americana não funcionou como deveria, e deixou saudades de uma paleta de cores mais impactante como em outras obras do diretor.

Asa Butterfield se dedicou à construção de Jake e o faz parecer realmente verossímil - infelizmente, as outras crianças passaram longe de atingir o mesmo resultado. Com o elenco de adultos, os nomes mais importantes também não se sobressaem. Ao passo que Samuel L. Jackson interpreta vilão Barron de forma caricata "no limite" - ele parecia realmente estar se divertindo no set, dame Judi Dench mal aparece em cena. Eva Green fez de sua Peregrine uma mistura de Nanny McPhee e a bruxa Angelique, de Sombras da Noite (também de Tim Burton). Às vezes os trejeitos meio robóticos chegavam a incomodar. E ainda há um agravante: conversando com leitores da obra de Ranson Riggs, descobri que foram feitas mudanças significativas em personagens e funções na estória, o que pode levar a algumas reações bastante negativas por parte dos fãs da trilogia. Para quem não leu, a mudança funciona - o roteiro, apesar de uma falha aqui e outra ali, é bem amarradinho.

Emma (Purnell): efeitos bacanas em cena impactante
Mas apesar de todos essas dificuldades, o filme consegue agradar. "Satisfatório" seria a melhor definição para o resultado do longa, que manteve o ritmo constante de ação, distribuiu as doses de drama e comicidade em partes iguais, e ainda trouxe algumas imagens realmente belas (a sequência no salão do navio afundado é interessantíssima). Comparando aos outros blockbusters desse ano, o filme se mantém no saldo positivo - mas se comparado aos outros trabalhos do diretor, O orfanato da Sra. Peregrine deixa muito a desejar.

0 comentários:

Meses temáticos!

Confira nosso catálogo de críticas e curiosidades completo, distribuído em listas e meses temáticos.

Lista de 2015 Lista de 2010
Meses temáticos
2014 2013 2012 2011
Trilogia Millenium Ficção-cientifica Pioneiros De Volta para o Futuro
Meryl Streep e o Oscar Broadway Brasileiros no Oscar Liz Taylor
Fantasias dos anos 80 Realeza Tarantino Filmes de "mulherzinha"
Pé na estrada Scorcese Chaplin Stephen King
Mês Mutante Off-Disney Filmes de guerra Noivas
Mês do Futebol Mês do Terror Agatha Christie Genny Kelly
Mês Depp+Burton Shakespeare HQs Harry Potter
Cinebiografias Pequenos Notáveis Divas Almodovar
Robin Williams Mês do Rock Woody Allen Remakes
Mês das Bruxas Alfred Hitchcock Rei Arthur Vampiros
Humor Britânico John Wayne John Hughes Elvis
Mês O Hobbit Contos de Fadas Apocalipse O Senhor dos Anéis

Especial do momento

Mulan

As definições do projeto para formar cinéfilas melhores foram atualizadas

Agora nos dedicamos a um filme por mês, sem deixar de lado as críticas dos lançamentos no cinema. Venha com a gente descobrir curiosidades dos nossos especiais e se atualizar das estreias nas telonas!

Receba por e-mail

Gêneros

Resenhas (773) Drama (235) Lançamentos (138) Ficção científica (109) Aventura (103) Comédia (76) Musical (52) Ação (47) Terror (47) Fantasia (37) Animação (29) Comédia romântica (25) Épico (24) Faroeste (22) Biografia (21) Thriller (7)

Arquivo do blog

Google+ Followers

Seja parceiro

Descubra como!
 
Copyright ©
Created By Sora Templates | Distributed By Gooyaabi Templates