Home » , , , , » Missão: Impossível - Efeito Fallout

Missão: Impossível - Efeito Fallout

Sexto filme da franquia, Missão: Impossível - Efeito Fallout (Mission: Impossible - Fallout, 2018) é o resultado de um efeito cascata desenhado desde o primeiro longa, em 1996. Com um desenho clássico de filme de espionagem, onde as verdades são reveladas e as máscaras caem, o longa de Christopher McQuarrie (que assina roteiro e direção) costura com maestria uma trama que se propõe ressaltar a maior qualidade de Ethan Hunt (Tom Cruise) como um agente: sua humanidade.

Hunt recebe uma nova missão: recuperar três ogivas de plutônio que podem ser integradas a um dispositivo portátil, gerando um perigoso artefato nuclear capaz de ser transportado e detonado com extrema facilidade. Cabe a Ethan e sua equipe impedirem que o carregamento chegue às mãos de John Lark, um homem cuja verdadeira identidade é desconhecida.

Walter (CAvill) e Sloane (Basset): CIA vigiando de perto a operação depois de nova falha de Hunt
A negociação com os terroristas em posse da perigosa carga dá errado, e além de perder o rastro do componente químico, Ethan descobre que  quem está por trás dessa tecnologia e o furto do plutônio são os agentes remanescentes do  Sindicato, uma organização de ex-agentes rebeldes (que já foram problema para ele no filme anterior, Missão: Impossível - Nação Secreta, de 2015). Para piorar, a diretora da CIA Erica Sloane (Angela Basset) decide que o resto da operação precisa ser vigiada de perto. Para tanto, designa o agente Walter (Henry Cavill e seu bigode polêmico) para fazer parte do time.

A Viúva (Kirby): inteligente e perigosa
Mas, se fosse para resolver tudo fácil, não seria uma "missão impossível". Então, além da ameaça mundial de três bombas nucleares, entram em cena uma bela e astuta atravessadora, a Viúva (Vanessa Kirby, num estilo bond girl clássico), a volta da parceira Ilsa Faust (Rebecca Ferguson) em uma situação limite e o vilão Solomon Lane (Sean Harris) assombrando Ethan novamente - e quase pondo tudo a perder.

De moto, carro ou caminhão: as ruas de Paris foram um cenário charmoso para as eletrizantes cenas de perseguição
As cenas de perseguição automobilística nas ruas de Paris são de tirar o fôlego, e outra sequência importante acontece no trecho final do longa em Londres. Outro ponto bastante positivo é a manutenção dos personagens de Simon Pegg e Ving Rhames: carismáticos, são o contraponto perfeito para a tensão que permeia o filme. Mas apesar de toda a adrenalina e do bom roteiro, que conecta aspectos importantes de todos os filmes (são 5 tramas anteriores e mais de 20 anos desde o lançamento de Missão: Impossível), o filme tem algumas falhas que incomodam. Nada que tire seu mérito como entretenimento, mas o suficiente para tirar meio ponto da avaliação final. 

Benji (Pegg) e Luther (Rhames): fiéis escudeiros carismáticos
Sutilezas são importantes numa trama de espionagem, e infelizmente fica claro desde o início quem vai ser desmascarado. As ações são previsíveis, as reações mais ainda. Falta surpresa genuína e soluções para fazer os velhos clichês funcionarem melhor. Como fã de filmes de Ação, eu sei que muita coisa tem que ser exagerada para abrilhantar o herói ou ser esteticamente impactante na telona - mas tudo tem limite. Toda a sequência do helicóptero foi um pouco "demais" para ser crível. Outro incômodo foi o tom quase piegas de reverência a Ethan, permeando todo o longa. 
Sequência de ação final é a mais grandiosa (e menos convincente)
Por esses pequenos detalhes eu, infelizmente, não consigo afirmar que Missão: Impossível - Efeito Fallout é um filme excelente. De fato, apesar disso, ele está muito acima da média de outros do gênero lançados recentemente. É coeso e coerente com a proposta inicial, totalmente integrado à franquia, além de vibrante e divertido. Talvez eu sinta falta de um certo frescor, de um tipo de risco diferente - onde a ameaça real à integridade emocional/psicológica de Ethan seja mais forte que o apelo visual por malabarismos de ação. Quem sabe no próximo filme (há uma sutil indicação de sequência, e é quase certo que esse seja um sucesso de bilheteria) seja a hora de dar esse passo adiante?

0 comentários:

Meses temáticos!

Confira nosso catálogo de críticas e curiosidades completo, distribuído em listas e meses temáticos.

Lista de 2015 Lista de 2010
Meses temáticos
2014 2013 2012 2011
Trilogia Millenium Ficção-cientifica Pioneiros De Volta para o Futuro
Meryl Streep e o Oscar Broadway Brasileiros no Oscar Liz Taylor
Fantasias dos anos 80 Realeza Tarantino Filmes de "mulherzinha"
Pé na estrada Scorcese Chaplin Stephen King
Mês Mutante Off-Disney Filmes de guerra Noivas
Mês do Futebol Mês do Terror Agatha Christie Genny Kelly
Mês Depp+Burton Shakespeare HQs Harry Potter
Cinebiografias Pequenos Notáveis Divas Almodovar
Robin Williams Mês do Rock Woody Allen Remakes
Mês das Bruxas Alfred Hitchcock Rei Arthur Vampiros
Humor Britânico John Wayne John Hughes Elvis
Mês O Hobbit Contos de Fadas Apocalipse O Senhor dos Anéis

Especial do mês

Mulan

As definições do projeto para formar cinéfilas melhores foram atualizadas

Agora nos dedicamos a um filme por mês, sem deixar de lado as críticas dos lançamentos no cinema. Venha com a gente descobrir curiosidades dos nossos especiais e se atualizar das estreias nas telonas!

Receba por e-mail

Gêneros

Resenhas (765) Drama (235) Lançamentos (130) Ficção científica (109) Aventura (102) Comédia (76) Musical (51) Terror (46) Ação (45) Fantasia (36) Animação (28) Comédia romântica (24) Épico (24) Faroeste (22) Biografia (21) Thriller (6)

Arquivo do blog

Google+ Followers

Seja parceiro

Descubra como!
 
Copyright ©
Created By Sora Templates | Distributed By Gooyaabi Templates