3 blogueiras + 1 desafio = aprimorar a cinefilia.
DVD, sofá e pipoca,
formando cinéfilas melhores!

quinta-feira, 13 de maio de 2010

Discutindo a relação e tudo mais...

Lobster killer!!! (foi mal, piada interna!)
Muito antes de Ferris Bueller se virar para a câmera e falar com o pessoal do outro lado da tela, Alvy Singer (Woody Allen) já fazia isso. Contudo, diferente do estudante que curte a vida adoidado e a cada coisa que faz nos mostra a beleza do mundo, o comediante procura auto-afirmação, esclarecer seu ponto de vista. E, de quebra, acaba nos levando juntos para a discussão.

Defender seu ponto de vista, aliás, é mais que importante em um filme que não apenas conta, mas também discute a relação entre os protagonistas. Discute a relação e tudo mais. Aos olhos de uma pessoa neurótica, tudo vira caso de análise e discussão. O que acaba rendendo pérolas como a explicação para a aparência desprovida de sujeira de Beverly Hills: "Eles não jogam o lixo fora, transformam em programas de TV!". Genial! Explica muitos programas da nossa telinha.

Durante o desenrolar de um romance complicado, muitos e estranhos flashbacks explicam (ou ao menos tentam) as neuroses de Alvy. O personagem que é na verdade o centro do filme. A vida dele, as neuroses dele, o ponto de vista dele, porque o filme se chama Annie Hall, afinal?

E por falar em Annie, a nervosa personagem de Diane Keaton é meio avoada, irritante e esquisita, mas impossível não se encantar com ela. É curioso assisti-la, e a Christopher Walken tão jovens, uma vez que suas figuras mais maduras já fazem parte do imaginário desta cinéfila aqui. Woddy Allen, estranhamente, parece não ter mudado muito fisicamente.

Um filme de diálogos. Noivo neurótico, noiva nervosa só podia ensinar muito. É bom saber que não sou a única pessoa que precisa ver o filme desde o início (se der para ver os trailers então, perfeito!). Que a vida poderia, ou melhor, deveria ser muito mais simples. A arte muitas vezes busca a perfeição que a vida é incapaz de proporcionar. E que a terapia pode te deixar muito mais neurótico!

0 comentários: