3 blogueiras + 1 desafio = aprimorar a cinefilia.
DVD, sofá e pipoca,
formando cinéfilas melhores!

terça-feira, 24 de maio de 2011

Curiosidades da noiva cadáver

A noiva cadáver é uma animação em stop-motion. Diferentes das animações tradicionais, que são desenhadas, a técnica de stop-motion consiste, em fotografar os personagens, várias vezes mudificando sua posição a cada fotografia. Quando colocadas em sequencia as imagens passa a sensação de movimento.
Tamanho real dos personagens e cenário.

Foi rodado (ou seria fotografado?) com câmeras fotográficas digitas, vendidas no mercado (Canon SLR câmeras com lentes Nikon), e editado com o programa Final Cut pro, da Apple. Pioneiro em ambas as escolhas.

Os bonecos do filme tinham "esqueletos" de metal maleaveis cobertos por silicones. Já as espressões faciais era obtidas com diferentes cabeças (ou partes dela), que eram trocadas de acordo com a necessidade.

A Noiva Cadáver foi produzido simultaneamente a outro longa do diretor, A Fanttástica Fábrica de Chocolate. Não por acaso, as produções compartilham os  Johnny Depp, Hellena Bohan Carter, e Christopher Lee, que aproveiratam as folgas na Fábrica, para gravar as vozes..
Este é o quinto dos 7 filme que Tim Burton fez em parceria com Johnny Depp. Os outros foram Edward Mãos-de-Tesoura (1990), Ed Wood (1994), A Lenda do Cavaleiro Sem Cabeça (1999), A Fantástica Fábrica de Chocolate (2005), Sweeney Todd - O Barbeiro Demoníaco da Rua Fleet (2007) e Alice no País das Maravilhas (2010).

Com a esposa Helena Bohan Carter foi a 4ª de seis parcerias. Planeta dos Macacos (2001), Peixe Grande (2003), A Fantástica Fábrica de Chocolate (2005), Sweeney Todd - O Barbeiro Demoníaco da Rua Fleet (2007) e Alice no País das Maravilhas (2010).

Burton e seus bonequinhos
Christopher Lee trabalhou com o diretor em outras 3 parcerias,   A Lenda do Cavaleiro Sem Cabeça (1999), A Fantástica Fábrica de Chocolate (2005) e Alice no País das Maravilhas (2010).

Já o comporsitor Danny Elfman, fez as trilhas de quase todos os filmes do diretor.

Foi exibido mostra Fanzinema, no Festival do Rio 2005.

É dedicado a memória de Joe Ranft,  um cineasta, roteirista, artista de storyboard, dublador e mágico estadunidense, que trabalhou para a Pixar e para a Disney. Morto em agosto de 2005 seus últimosfilmes foram A noiva cadáver e Carros, lançado em 2006.

Foi indicado ao Oscar de Melhor Filme de Animação

0 comentários: