3 blogueiras + 1 desafio = aprimorar a cinefilia.
DVD, sofá e pipoca,
formando cinéfilas melhores!

sábado, 9 de junho de 2012

Um tranquilo quebra-cabeças

É vergonhoso, mas eu admito: nunca li Agatha Christie. Não tenho nada contra o gênero, nem a autora nem nada, apenas aconteceu de não me deparar com nenhum de seus romances durante minha pouco exemplar vida de leitora. Olha aí! O projeto para formar cinéfilas melhores, também criando leitoras melhores. Bastou um filme, para eu já ficar na maior vontade de conhecer suas obras.

Descobrindo Miss Marple, uma senhorinha com percepção aguçada que deixa todos os "CSI" no chinelo. Apenas com depoimentos, atitudes e compreensão da natureza humana ela consegue desvendar misteriosos crimes.

Em A Maldição do Espelho, uma fã é envenenada enquanto falava alegremente com seu ídolo. Logo surgem as suspeitas de que o veneno era na verdade direcionado para a famosa atriz (ídolo em questão). Apenas através de relatos colhidos por seu sobrinho, detetive da Scotland Yard, a velinha desvenda todo o ocorrido. Com direito a epifania que só viria a se repetir com Dr. Gregory House.

Simples, com muitos diálogos e flashbacks, o longa poderia até ser confundido com um telefilme, não fosse as várias estrelas no elenco. A começar pela diva do cinema (personagem e vida real) Liz Taylor. Também dão as caras Tony Curtis (de Quanto Mais Quente Melhor), Rock Hudson (Assim Caminha a Humanidade e Tudo o que o Céu Permite), Geraldine Chaplin (filha de Charlie  Chaplin ), Pierce Brosnan (não creditado) em início de carreira.

Pierce Brosnan fazendo figuração

Além, claro, de Angela Lansbury. Dando vida a personagem guia, mas não à protagonista (embora ela oficialmente o seja). A sensação que temos é que a incomum Miss Marple é na verdade o ponto de apoio, o elo para as "histórias de detetive", o caso e seus personagens é que são as estrelas. Incomum e elegante.

No final das contas, é um simpático quebra cabeças, montado sem pressa e que consegue sim surpreender. Chato mesmo só a dificuldade em encontrar uma cópia. Uma pena!

2 comentários:

Devaneios disse...

Eu sou o contrário. Não vi nenhum filme baseado nos livros ainda, mas já li quase todos, inclusive uma autobiografia. Acho que é medo dos filmes não serem muito bons.

Fabiane Bastos disse...

Então espero que nossas resenhas ajudem a diminuir seus receios. Comigo funcionou, ver os filmes aumentou a vontade de ler os livros.

Valeu pela visita!!!