3 blogueiras + 1 desafio = aprimorar a cinefilia.
DVD, sofá e pipoca,
formando cinéfilas melhores!

quarta-feira, 27 de março de 2013

Um pouco mais da atriz Scarlett Johansson

Atriz, modelo e cantora. Parece clichê, mas é isso mesmo. Scarlett Johansson, nascida Scarlett Ingrid Johansson, é um dos nomes mais quentes de Hollywood da atualidade. De ascendência dinamarquesa, filha de um arquiteto e uma produtora, optou pela carreira artística ainda criança. Tem vários irmãos, inclusive um irmão gêmeo não famoso, e uma irmã mais velha também atriz. Mas a estrela da casa é mesmo Scarlett, que teve seu nome inspirado na personagem de Vivien Leigh, Scarlet O'hara, de E o vento levou... (que teve a honra de ser primeiro filme que a gente viu aqui no blog). Seu nome figura constantemente nas listas de mais belas e sexys do mundo, superando até mesmo aquela que parecia ser hours-concurs na categoria, a atriz americana Angelina Jolie.

Scarlett começou a carreira ainda criança no teatro, na peça off-Brodway Sophistry, ao lado de Ethan Hawke. No cinema, fez várias pequenas participações, como no filme Justa causa (Just cause, 1995), em que interpretou a filha de Sir Sean Connery, e Esqueceram de mim 3 (Home alone 3, 1996). Fez vários pequenos papéis até ver sua carreira deslanchar após uma elogiada atuação em Meninas de ninguém (Manny & Lo, 1996), que lhe rendeu uma indicação ao Spirit Award de Melhor Atriz. As oportunidades começaram a melhorar quando um filme que participou, Mundo Cão - Aprendendo a viver (Ghost World, 2000) ganhou um Oscar de melhor roteiro adaptado e sua atuação chamou a atenção dos críticos. Com o filme seguinte, a estréia de Sophia Coppola na direção e ao lado de Bill Murray, protagonizou Encontros e desencontros (Lost in translation, 2003) e ganhou o Bafta e o Globo de Ouro de Melhor Atriz - apesar de não ter ganhado sequer uma indicação ao Oscar por esse papel. Nesse mesmo ano, a atriz concorreu também por sua atuação em Moça com brinco de pérola (Girl with a pearl earring, 2003), em que interpreta a musa do pintor Veermer (interpretado por Colin Firth) na composição do famoso quadro do artista.

Por falar em ser musa, ela foi escolhida por Woody Allen para ser sua musa na década de 2000. Foram vários projetos com o diretor, famoso por trabalhar inspirado por suas atrizes favoritas. Além dos trabalhos com o diretor, Scarlett se envolveu em projetos de ficção científica, como o filme A ilha (The island, 2005), fez um filme policial noir de Brian de Palma, Dália Negra (The black Dalia, 2006), comédias românticas como Ele não está tão afim de você (He is just not that into you, 2009) e blockbusters - uma participação em Homem de Ferro 2 (Iron Man 2, 2010) e Os Vingadores (The Avengers, 2012), onde interpretou a Vingadora Viúva Negra.

Como cantora, Scarlett não obteve tanto sucesso. Com dois álbuns lançados (Anywhere I lay my head, de 2008, e Break up, de 2009), um Ep e algumas participações em álbuns de outros artistas, a atriz não obteve o mesmo sucesso e reconhecimento que obteve no cinema. Seu último single foi lançado em 2012, se chama Bonnie e Clyde e não fez nenhum estardalhaço. Maior rebuliço causou sua participação no clipe do cantor e ator Justin Timberlake, What comes around goes around, de 2006. O clipe é quase um curta metragem, de inspiração em filmes poiliciais noir, e como foi lançado no auge do sucesso do cd Futuresex/Lovesounds, causou furor a junção dos dois em cena. Nos bastidores, a atriz foi acusada de ser o pivô da separação entre Justin e sua então namorada, a também atriz Cameron Diaz. Ninguém confirmou ou desmentiu nada, e Scarlett continuou a dar ênfase em sua carreira no cinema. Anos mais tarde, ela anunciou que estava noiva do ator Ryan Reynolds, com quem se casou em 2008. O casamento durou pouco, e em 2010 eles anunciaram a separação amigável.

Aqui é o video de Falling down, single lançado em 2008.

E aqui você pode conferir a lista dos filmes em que a atriz participou, lembrando que para 2013 e 2014 estão programados a participação no segundo filme do Capitão América, a continuação do filme de Os  Vingadores e o solo da Viúva Negra (já que dos outros Vingadores, Thor, Capitão América e Hulk já ganharam os seus).


O Anjo da Guarda (North, 1994)
Justa causa (Just cause, 1995)
Meninas de ninguém (Manny & Lo, 1996)
Lado a lado com o amor (Fell, 1996)
Esqueceram de mim 3 (Home alone 3, 1997)
O encantador de cavalos (Horse whisperer, 1998)
Pig – Uma aventura animal (My brother the pig, 1999)
O homem que não estava lá (The man Who wasn1t there, 2001)
Uma rapsódia americana (An American rhapsody, 2001)
Mundo cão – Aprendendo a viver (Ghost world – 2001)
Malditas aranhas! (Eight leggerd freaks, 2002)
Moça com brinco de pérola (Girl with a pearl earring, 2003)
Encontros e desencontros (Lost in translation, 2003)
Em boa companhia (In good company, 2004)
Uma canção para Bobby (A song for Bobby Long, 2004)
Bob Esponja: O filme (The Sponge Bob Squarepants Movie, 2004)
Nota máxima (The perfect score, 2004)
Match point– Ponto final (Match point, 2005)
A ilha (The island, 2005)
O grande truque (The prestige, 2006)
Dália Negra (The Black Dalia, 2006)
Scoop: O grande furo (Scoop, 2006)
Falsária (A good woman, 2006)
O diário de uma babá (The nanny diaries, 2007)
A outra (The other Boleyn girl, 2008)
Vicky Cristina Barcelona (Vicky Cristina Barcelona, 2008)
The Spirit -  O filme (The Spirit, 2008)
Ele não está tão afim de você (He is jus not that into you, 2009)
Homem de Ferro 2 (Iron Man 2, 2010)
Compramos um zoológico (We bought a zoo, 2011)
Os Vingadores (The Avengers, 2012)

0 comentários: