3 blogueiras + 1 desafio = aprimorar a cinefilia.
DVD, sofá e pipoca,
formando cinéfilas melhores!

sábado, 6 de março de 2010

O lado sombrio de Oz

Ok, a história é infantil e já contamos um monte de coisas bonitinhas sobre o filme da semana. Então está na hora de ver o outro lado de Oz... Vocês já devem ter ouvido falar da lenda urbana de que o álbum The dark side of the moon, do Pink Floyd, é perfeitamente sincronizado com o longa de Victor Fleming. O "cruzamento" tem até nome: Dark side of the rainbow. Como eu nunca tinha visto o filme, até então não tinha dado muita bola para o assunto. Mas foi só fazer uma busca no YouTube que descobri vários vídeos que juntam as duas coisas. A banda já negou essa história de que o disco foi feito em cima do filme, e dizem que nem poderiam ter tentado algo do gênero, simplesmente por não terem tecnologia para isso em 1973, ano em que produziram o álbum. Hummmm... Claro que os fãs não se deram por satisfeitos e acharam várias coincidências (ou não?) entre as duas obras. Quer ver?

- Logo no início do filme, quando Dorothy se equilibra sobre uma cerca e ela balança os braços, é o exato momento do verso "Balanced on the biggest wave" ("Balançar-se na maior das ondas"), de "Breathe". Assim que ela cai, a música termina e começa "On the run".

- Os sons de relógios da introdução de Time começam a tocar assim que Elvira Gulch aparece na bicicleta.

- A canção "Money" começa na hora que o filme fica colorido.

- "Eclipse" termina com sons de um coração batendo, exatamente quando Dorothy tenta ouvir o coração do Homem de lata.

E isso é só uma pequena demonstração. Os fãs não deixaram passar nada, a lista é enorme. Se são só coincidências ou referências intencionais eu não sei, mas não deixa de ser interessante ver, por exemplo, como a música "Great gig in the sky" se encaixa direitinho com a sequência do tornado. É impressionante! Vejam e tirem suas próprias conclusões.

2 comentários:

Edevaldo disse...

Realmente incrível a sincronia! Já vi o filme ao som do Pink Floyd e acho difícil não ter sido intencional, até porque há mais de 50 sincronias como essa! Até a capa do disco tem uma alusão ao filme. P & B, colorido, depois P & B novamente. E mais, o disco Pulse de 1995 tem escondido no olho de sua capa uma bicicleta e uma menina (que penso ser a Dorothy).E na música "Great Gig in the Sky" dá pra ouvir uma backing vocal dizer: "I've never said I was afraid of Dorothy". Pink Floyd é Pink Floyd.

Edevaldo, Pinhão-PR

Daniel Caetano disse...

Eles podem negar à vontade, isso _não pode ser coincidência_!!! :)
E, se foi coincidência, chuta que é macumba! :)