3 blogueiras + 1 desafio = aprimorar a cinefilia.
DVD, sofá e pipoca,
formando cinéfilas melhores!

sexta-feira, 30 de julho de 2010

O mito e a cultura pop

Após sua popularização no cinema através do filme A noite dos mortos vivos (Night of the living dead), o mito dos mortos-vivos, ou zumbis, é até cult, com vários fãs ao redor do mundo - que até se organizam em caminhadas vestidos como os tais: as Zombie Walks. No cinema, outros filmes do gênero alcançaram grande sucesso e também há uma enorme variedade de mídias "infectadas": de jogos para videogame sobre eles a fantasias de Halloween, até na música eles já deram o ar de sua graça. Coisa pra nerd nenhum botar defeito.

É, ninguém escapa da maldição zumbi!

Zombie Walk é um movimento público organizado por um grande grupo de pessoas que se vestem de zumbis. Geralmente caminhando ou correndo por grandes centros urbanos, os participantes organizam uma rota através das ruas da cidade, passando por shoppings, parques e outros locais com grande público. O movimento começou em 2003, na cidade de Toronto, Canadá, com apenas 6 pessoas andando pelas ruas fantasiados de zumbis. A ação obteve tanta repercussão que, no ano seguinte, em Vancouver, já eram mais de 400 pessoas andando por um circuito de mais de 35 quadras. Vários outros países aderiram às caminhadas sinistras, inclusive o Brasil (a primeira cidade brasileira a ser invadida por eles foi Belém, no Pará). O evento é promovido via internet ou através de flyers, cartazes etc. As Zombie Walks são consideradas por muitos participantes como um evento underground. Durante o evento, os participantes se caracterizam como zumbis e se comunicam como eles nos filmes de terror, sempre grunhindo, gemendo e gritando "miolos" ou " cérebros".

E se tem um monte de gente disposta a andar pelas cidades vestidas de zumbis, é claro que isso é um nicho de mercado. Portanto, há inúmeras produções cinematográficas sobre o tema. Podemos citar, além das continuações da "franquia" Romero, Madrugada dos mortos (tanto a original, de 1978 quanto a aclamada refilmagem de 2004), A Volta dos Mortos Vivos (Dan O’Bannon, 1984), A Maldição dos Mortos Vivos (Wes Craven, 1988), Planeta Terror (Robert Rodrigues, 2007), o recente (e meio comédia) Zumbilândia (Zombieland, 2010), além de outra franquia de sucesso: Resident Evil - O hóspede maldito, 2002. O filme conta ainda com três continuações: Apocalypse (2004), A extinção (2007) e Afterlife (2010).


Milla Jovovich, protagonista dos quatro longas da série Resident Evil

Aliás, Resident Evil é uma das mais cultuadas séries de zumbis do planeta. No Japão, terra em que foi criada, existe uma infinidade de produtos da série, de gibis a bonecos. Muito influenciada pelos filmes de zumbis de George Romero e também pela série de terror para PC Alone in the dark, os jogos para videogame tem uma história mais consistente e dezenas de continuações. Existem alguns desvios do enredo do jogo nos filmes e nos livros, sendo considerados histórias paralelas.


Essa foto não está no post errado. O nome da banda? The Zombies

E como só faltou falar de música para zumbis, aqui vem a nossa referência: além de uma lembrança óbvia de bandas com "zumbi" no nome, como a brasileiríssima Nação Zumbi e a inglesa The Zombies, acho que ninguém consegue evitar lembrar de Michael Jackson e seu famosíssimo e revolucionário clipe "Thriller". É zumbi pra todos os gostos.












A famosa sequencia de dança e MJ caracterizado de zumbi

0 comentários: