3 blogueiras + 1 desafio = aprimorar a cinefilia.
DVD, sofá e pipoca,
formando cinéfilas melhores!

quinta-feira, 28 de outubro de 2010

Curiosidades de Cidadão Kane

Cidadão Kane é considerado, por grande parte da crítica especializada, como o maior filme da história até o momento, figurando em primeiro lugar na lista do American Film Institute (AFI).

O Mundo a Seus Pés, é assim que os portugueses pedem por Citzen Kane na locadora.

Foi o primeiro filme longa-metragem dirigido por Orson Welles, considerado um rapaz prodígio, e que havia angariado fama com suas peças de teatro e narrações radiofônicas. Graças à notoriedade o diretor novato, com apenas 25 anos, recebeu da produtora RKO carta branca para dirigir e um orçamento generoso.

O filme encontrou forte oposição por parte de William Randolph Hearst, pois ele julgava que a obra denegria sua imagem. Realmente, existem muitos pontos em comum nas biografias de Hearst e de Kane. A personagem de Wellea construiu um palácio extravagante na Flórida, Hearst tinha um em San Simeon.O personagem teve um caso com uma cantora sem talento, Susan Alexander (Dorothy Comingore), lembrando o que Hearst teve com a jovem atriz Marion Davies. Enquanto o magnata da vida real comprou o estúdio Cosmopolitan Pictures para promover o estrelato de Davies, Kane comprou para Susan um teatro. Entretanto, enquanto Hearst nasceu rico, Kane era filho de uma família humilde.

Cidadão Kane marcou sua época devido às inovações, sobretudo nas técnicas narrativas e nos enquadramentos cinematográficos. O filme começa com o protagonista já morto, mudando a cronologia dos fatos. A cenografia mostra pela primeira vez o teto dos ambientes. O filme faz uso de flashbacks, sombras, tem longas seqüênciãs sem cortes, mostra tomadas de baixo para cima, distorce imagens para aumentar a carga dramática. A iluminação é pouco convencional, o foco transita do primeiro plano para o background, os diálogos são sobrepostos e os closes usados com contenção.

Mesmo dirigindo outros filmes após Cidadão Kane, o diretor Orson Welles nunca mais conseguiu restabelecer sua fama a ponto de ser contratado novamente por um grande estúdio de Hollywood.

RKO 281 é um  filme da HBO que retrata os bastidores e a história da produção do filme, e conflitos do estúdio e diretor com o empresário William Randolph Hearst.

Beyond Citizen Kane, documentário televisivo britânico, produzido pelo Channel 4 em 1993, inspirado em Citizen Kane, que detalha a posição dominante da Rede Globo na sociedade brasileira, debatendo a influência do grupo, seu poder e suas relações políticas. E compara o ex-presidente e fundador da Globo Roberto Marinho a Charles Foster Kane.

Assista a baixo ao documentário dividido em 4 partes.

0 comentários: