Home » , , , » Eu só mudaria o final...

Eu só mudaria o final...




Eu fico imaginando a reação das pessoas ao saírem do cinema depois de A morte num beijo. Eu sairia revoltadíssima. Pelo menos foi assim que me senti ao terminar de ver o filme. E se eu já tinha achado o desfecho bem decepcionante, imagina quando resolvi conferir o tal "final alternativo" prometido no DVD (na verdade, o final original, da versão do diretor, exibido nos cinemas) e descobri que era ainda mais frustrante. Como é que puderam fazer isso com um filme tão interessante?

Antes que me entendam mal: A morte num beijo é um filme noir delicioso. Tem mistério na medida certa, personagens instigantes, uma fotografia fantástica e um roteiro capaz de prender sua atenção o tempo todo. Impossível não ficar curioso diante da morte nebulosa de Christina Bailey (Cloris Leachman). Ainda bem que Mike (Ralph Meeker) não decide voltar à sua vida de golpes e se empenha em resolver o crime, porque sua obsessão é a nossa chance de conseguir algumas respostas. E, como o ser humano é curioso por natureza, vamos nos interessando cada vez mais em chegar à origem de toda a história, mesmo que isso tenha alguns efeitos colaterais (leia-se eventuais mortes que estavam na cara que iriam acontecer, né?). E aí alguns personagens vão se revelando nem tão inocentes como aparentavam ser, e a trama vai ganhando complexidade e não perde o ritmo em nenhum momento. Tudo isso só vai aumentando a tensão e, consequentemente, o nosso interesse.


Só que não dá pra simplesmente aceitar que todos os males do mundo (ok o motivo do crime) estejam ligados a... (tá bom, esse filme é um clássico, mas não vou estragar pra quem não viu ainda) um simples objeto. Muito menos que um dos personagens mais interessantes da história tenha se arriscado tanto por isso sem saber do que se tratava. E aí, é morro abaixo. E não me venham com esse papo de "Ah, é por causa do clima de incerteza gerado pela Guerra Fria e blá blá blá". Custava fazer um final à altura do filme? Custava respeitar o espectador que ficou lá sentado, bonitinho, esperando algumas respostas? Quer ter uma visão de mundo apocalíptica, tudo bem (também não sou lá das mais otimistas), quer fazer metáfora política, beleza. Mas o clima e a estrutura do filme são tão bons que fazem o desfecho não ser outra coisa a não ser decepcionante.

1 comentários:

Geisy Almeida disse...

Concordo em gênero, número e grau. =/

Meses temáticos!

Confira nosso catálogo de críticas e curiosidades completo, distribuído em listas e meses temáticos.

Lista de 2015 Lista de 2010
Meses temáticos
2014 2013 2012 2011
Trilogia Millenium Ficção-cientifica Pioneiros De Volta para o Futuro
Meryl Streep e o Oscar Broadway Brasileiros no Oscar Liz Taylor
Fantasias dos anos 80 Realeza Tarantino Filmes de "mulherzinha"
Pé na estrada Scorcese Chaplin Stephen King
Mês Mutante Off-Disney Filmes de guerra Noivas
Mês do Futebol Mês do Terror Agatha Christie Genny Kelly
Mês Depp+Burton Shakespeare HQs Harry Potter
Cinebiografias Pequenos Notáveis Divas Almodovar
Robin Williams Mês do Rock Woody Allen Remakes
Mês das Bruxas Alfred Hitchcock Rei Arthur Vampiros
Humor Britânico John Wayne John Hughes Elvis
Mês O Hobbit Contos de Fadas Apocalipse O Senhor dos Anéis

Especial do momento

Mulan

As definições do projeto para formar cinéfilas melhores foram atualizadas

Agora nos dedicamos a um filme por mês, sem deixar de lado as críticas dos lançamentos no cinema. Venha com a gente descobrir curiosidades dos nossos especiais e se atualizar das estreias nas telonas!

Receba por e-mail

Gêneros

Resenhas (799) Drama (244) Lançamentos (164) Ficção científica (113) Aventura (106) Comédia (78) Ação (56) Musical (53) Terror (50) Fantasia (42) Animação (31) Biografia (25) Comédia romântica (25) Épico (24) Faroeste (22) Thriller (8)

Arquivo do blog

Seja parceiro

Descubra como!
 
Copyright ©
Created By Sora Templates | Distributed By Gooyaabi Templates