3 blogueiras + 1 desafio = aprimorar a cinefilia.
DVD, sofá e pipoca,
formando cinéfilas melhores!

sexta-feira, 29 de março de 2013

Qual o problema de Henrique VIII?

Qual o problema de Henrique VIII (Eric Bana)? Não é segredo que reis sofriam de casamentos arranjados com mulheres que não seria sua escolha em outras circunstâncias. Mas também não era segredo que o rei poderia ter quantas e quais amantes quisesse. Em uma época em que os nobres conspiravam para ter benefícios, não havia um que não disponibilizasse suas filhas para o soberano de seu reino. Mesmo assim Henrique se deixou dominar pelos joguinhos de sedução de Ana Bolena (Natalie Portman).


A Outra apresenta um monarca fraco, corrompível, e que não consegue controlar seus impulsos, mesmo que o prejuízo seja grande. Mas tudo bem, o filme não é sobre Henrique afinal. É sobre Ana e sua irmã, "a outra garota bolena", Maria (Scarlett Johansson). As moças disputaram a cama do rei, que via nelas a possibilidade de ter um herdeiro, uma vez que sua rainha, só lhe dera uma menina e não poderia  mais ter filhos.

Abrangendo vários anos de história em poucos minutos, não sobra muito tempo para conhecer os personagens. Gerando uma certa confusão entre o vai-e-vem na corte. São inúmeras normas e tradições, pouco familiares a nós, e complicado ainda mais por intrigas e traições. 

Mesmo entre o trio principal, o destaque fica com Natalie Portman e sua habilidade de persuasão e de criar intrigas. O que não deixa de ser curioso, uma vez que "a outra garota Bolena" (do título original) seria Mary. Ignorada pela história a moça viu sua irmã Ana ascender ao trono ao lado do homem de quem fora amante anteriormente. O que atrapalhava e muito a relação de união das duas.

Se Portman rouba a cena, Johansson não convence tanto como coitadinha, provavelmente culpa de seu status de "sex simbol". Bana faz bem o papel de rei (por falta de palavra melhor) otário, perdido e confuso em suas belas capas peles. O figurino aliais é deslumbrante, nos faz imaginar constantemente como as pessoas conseguiam suportá-lo. E até ensaia criar uma relação entre as roupas e a personalidade das moças, mas o resultado não é muito bom.


Entretanto, apesar de romanceado, é um interessante registro histórico. Claro, apenas se o expectador se importar em descobrir mais tarde o que é considerado verdade, e o que foi exagerado por Hollywood. Verdade que Henrique fora um rei volúvel. Que rompera com a igreja para atender a seus desejos pessoais. E que se envolvera com as duas irmãs Bolena. 

Também é verdade que apesar de seus esforços para gerar um herdeiro varão, sua herdeira mais longeva fora uma menina. E não uma menina qualquer, fora Elizabeth I. Nascida das intrigas de Ana Bolena. Qual o problema de Henrique? Provavelmente foi o primeiro britânico a enfrentar o "girl power" em sua totalidade!

0 comentários: