3 blogueiras + 1 desafio = aprimorar a cinefilia.
DVD, sofá e pipoca,
formando cinéfilas melhores!

domingo, 7 de julho de 2013

Um pouco mais de Julie Stiles

Julia O'hara Stiles nasceu em 1981 nos Estados Unidos, na cidade de Nova York. Bem, é meio clichê dizer isso, mas naquele dia 28 de março, nascia uma estrela. Julia Stiles começou cedo a trabalhar como atriz, em produções pequenas e em telefilmes (e uma participação em um clipe da Cindy Lauper), mas sua base foi na escola de teatro e em peças, vejam só, shakespearianas. O estrelato veio com 10 coisas que odeio em você (10 things I hate about you, 1999), adaptação de A megera domada, uma peça de Shakespeare, e no ano seguinte foi convidada para ser ninguém menos que Ofélia na adaptação de Hamlet (Hamlet, 2000) com Ethan Hawke no papel principal. Talento dramático é o que não falta a atriz.

Diferente de muitas jovens atrizes que se deslumbram com o sucesso e fama, que chegaram para Julia quando ela era ainda adolescente, a atriz manteve uma rotina de gravações e participações em filmes e seriados que coubessem em sua agenda acadêmica. Stiles é formada em literatura inglesa pela Universidade de Coumbia e chegou a receber um prêmio honorário que a universidade dedica aos 5 melhores alunos do ano. Feminista, ex-vegan (teve que abdicar da dieta vegetariana radical devido a uma séria anemia, mas come carne vermelha apenas ocasionalmente), ativa política e democrata convicta, Julia se mantém engajada nas causas que acredita: defende o aborto legal e já participou de ações humanitárias na Costa Rica. Percebe-se que esta não é uma atriz sem base ou conteúdo.

Suas atuações são sempre elogiadas pelos críticos, seja em filmes mais cultuados, como a trilogia de ação Bourne e O sorriso de Monalisa (Monalisa's smile, 2002), ou em filmes mais comerciais como Jogo de intrigas (O, 2001) e Um príncipe em minha vida (The prince and me, 2004). Também fez atuações na tv, e sua participação na quinta temporada de Dexter rendeu duas indicações: o Globo de Ouro de Melhor atriz coadjuvante e o Emmy de Melhor atriz convidada em série dramática. Falando em séries, ela atualmente participa da série Blues. Além disso, ela já dirigiu um curta, Raving (2007), com a atriz Zoey Deschanel no papel principal e dirige uma web série chamada Paloma (veiculada no Youtube pelo canal Wigs).Julia Stiles é uma das raras atrizes a ser uma espécie de 'selo de garantia' de boa produção: seja filme ou série de tv, vai ter atenção da crítica e um público cativo, que busca qualidade. A última aparição de Julia nas telonas  foi no "Oscarizado" O lado bom da vida (Silver linings playbook, 2012), e mais duas outras produções ainda não lançadas no Brasil, e para 2013 está programado Closed circuit.

Filmografia:
2013     Closed Circuit
  It's a Disaster 
  The makeover
2012       The bell jar
  Star in shorts
  Entre nós (Between Us)
  O Lado Bom da Vida (Silver lining playbook)
2009     O Vôo da Coruja (The cry of the owl)
2008     Gospel Hill (Gospel Hill)
2007     O Ultimato Bourne (The Bourne ultimatum)
2006     A Profecia (The omen)
2005     A Fraude (A little  trip to heaven)
  Submundo (Edmond)
2004     A Supremacia Bourne (The Bourne supremacy)
  Um Príncipe em Minha Vida (The prince and me)
2003     O Sorriso de Mona Lisa     (Joan Brandwyn)
  Carolina (Carolina)
2002     A Identidade Bourne (The Bourne identity)
  Louco por Elas (A guy thing)
2001      Negócios estranhos (The business of strangers)
  Jogo de Intrigas (O)
  No Balanço do Amor (Save the last dance)
2000     Hamlet     (Hamlet)
  Louco Por Você  (Down to you)
  Deu a louca nos astros (State and Main)
1999     10 Coisas que Eu Odeio em Você  (10 things I hate about you)
  Os anos 60 (The 60's)
1998     Olhos Abertos     (Wide awake)
1997     Diabólica (Wicked)
  Se as mulheres tivessem asas (Before women had wings)
  Inimigo Íntimo     (The devil's own)
1996      Bem-me-quer, mal-me-quer (Love you, love you not)

0 comentários: