3 blogueiras + 1 desafio = aprimorar a cinefilia.
DVD, sofá e pipoca,
formando cinéfilas melhores!

terça-feira, 9 de fevereiro de 2016

Não falar evita SPOILERS

Foi muito complicado escrever sobre Clube da Luta. E isso não tem nada a ver com a proibição imposta pela primeira regra do clube. Mas sim, com o fato de se tratar de jovem clássico. Um ícone do cinema atual.

Caso você só tenha encontrado pessoas que cumprem as regras, eis sobre o que este longa trata. O narrador (Edward Norton) tem um trabalho e uma casa confortáveis, logo uma vida relativamente confortável e comum. Extremamente comum! Óbvio, cedo ou tarde as mediocridade dos padrões que a sociedade impõe como desejáveis começam ultrapassar a monotonia, beirando o desespero por uma fuga. Some aí uma terrível crise de insônia, a qual o protagonista até tenta superar da forma tradicional (ou quase isso) ao frequentar grupos de auto-ajuda. É em um deles que ele conhece a viciada Marla Singer (Helena Bonham Carter).

Na mesma época ele conhece em um vôo à serviço vendedor de sabão chamado Tyler Durden (Brad Pitt), com que começa uma nada convencional amizade, que inclui um clube de combates e......, ehr......

Ok! Não sei como continuar esta sinopse sem dar spoilers, então devo parar por aqui. Embora o filme seja de 1999, e muitos já conheçam, sua surpreendente e muito bem orquestrada reviravolta. Que o Bruce Willis está morto.

Embora às pessoas "pirem" na grande revelação do fim do filme. A forma como esta é orquestrada é na verdade a parte a que se deve estar atento. Para você que ainda vai passar por esta experiência assista duas vezes. O mesmo vale para quem já viu. Á cada nova sessão, mais e mais elementos ficam perceptíveis. O diretor, David Fincher construiu a história de forma que os elementos que explicam a tal reviravolta sempre estivessem presentes. Você é que não estava olhando atentamente.

É claro, para tal "truque de mágico" funcionar, era preciso que todas as peças se encaixassem. O que inclui direção de arte (sim, é feio e decadente, mas é meticulosamente planejado),  trilha e claro, o eficiente elenco. Mas isso, você provavelmente já ouviu falar!

Se não ouviu, por onde esteve nos últimos anos companheiro? Dormindo? Em clube secreto. Já eu tive minha cabeça "explodida" novamente ao rever este clássico. Que apesar de não estar entre meus gêneros favoritos é difícil desgostar.

Entretanto, como afirmei anteriormente é difícil falar do filme se dar spoilers. E quero evitar elogios redundantes. Logo, vou parar por aqui, apenas reiterando minha afirmação de Clube da Luta é um jovem clássico da sétima arte. Sobre o qual não saber muito antes de assistir (se você conseguir), o torna ainda mais eficiente.

Vá, assista! Depois volte aqui, e descubras todos os segredos que passaram despercebidos nos posts da semana que dedicamos ao filme.

0 comentários: