Home » , , , » Tempestade - Planeta em Fúria

Tempestade - Planeta em Fúria


Da seara de "filmes-catástrofe", o que a gente espera? Muita destruição em massa, cenas de fuga alucinante e um final feliz. Tempestade - Planeta em Fúria (Geostorm, 2017) tem tudo isso, mas parece que a receita desandou em algum ponto. Para começar, acho que essa história do "único homem capaz de resolver os problemas e salvar o mundo" já está muito batida e fora de uso. A era dos lobos solitários defensores da humanidade já ficou para trás, lá em 1990/2000. No século XXI tem muito mais condições de conseguir resolver os problemas em grupo. Mas, vamos lá.

A sobrevivência do nosso frágil ecossistema depende agora da monitoria de satélites espaciais - e do bom relacionamento entre dois irmãos, Jake (Gerard Buttler) e Max (Jim Sturgess) Lawson. Max, o mais novo, precisa cuidar do gênio forte do irmão Jake, o responsável técnico da Dutch Boy - a estação espacial responsável pelo controle da rede planetária de satélites que monitoram as mudanças climáticas - porém nem sempre é ouvido ou respeitado. Assim, Jake acaba sendo expulso do programa enquanto Max é promovido, o que racha a já frágil conexão entre eles.

Já imaginou uma cidade no deserto completamente congelada?
Mas um misterioso incidente metorológico acontece: uma cidade afegã foi completamente congelada, causada por um aparente defeito no satélite que a monitorava. Pouco tempo depois foi a vez de Hong Kong sofrer com uma aparente explosão de gás desproporcional (provavelmente causado pelo satélite da cidade), e a suspeita de um defeito crítico na Dutch Boy leva o conselho do presidente Palma (Andy Garcia) a ceder e chamar Jake de volta. Mesmo receoso de reencontrar o irmão após anos sem falar com ele, Max recebe de Dekkom (Ed Harris), o Secretário de Defesa, a missão de convencê-lo a consertar a estação, pois era primordial para a política do país entregar para o Conselho Internacional um aparelho funcional.


Depois de certa relutância, Jake aceita voltar à estação que ele praticamente criou. Ao chegar na estação, as coisas estão um pouco diferentes: a comandante Ute Fassbinder (Alexandra Maria Lara) apresenta a nova equipe e as novas circunstâncias da Dutch Boy. Alguns acidentes envolvendo a tripulação levam Jake a pensar em uma espécie de sabotagem - e ele vai precisar da ajuda do irmão para conseguir descobrir quem está por trás disso e impedir que as alterações criadas pela estação espacial desencadeiem uma reação catastrófica que pode dizimar a vida na Terra.

A tripulação só podia assistir à catástrofe na Terra: o tempo para salvar o mundo está acabando

Então temos um cenário bastante alarmante e uma boa premissa, com pano de fundo político intrigante e um elenco estelar. Mas a coisa toda é tão previsível que nem as piadas (supostamente inseridas para aliviar a tensão inexistente) servem para divertir. De fato, as gracinhas feitas com filmes e personagens anteriores de Buttler (como batizar os satélites de "rock'n'rolla", mesmo nome de um famoso filme em que ele era protagonista) seriam mais bem aproveitadas se houvesse algo mais prender a atenção da gente. As falas são piegas, as atuações são sofríveis - especialmente as de Abbie Cornish, que faz Sara Wilson (namorada de Max e chefe de segurança do presidente Palma) e Andy Garcia, que está tão burocrático que chega a incomodar. Nenhuma das "viradas" do roteiro é realmente surpreendente. 

Ute (Lara) e Jake (Buttler): unindo forças para salvar o planeta
Apesar disso, os efeitos especiais apocalípticos são muito bons, e isso eu preciso reconhecer. A destruição do planeta (e aqui incluo uma impagável cena de catástrofe na praia de Copacabana) é caprichada, mas só isso não é o suficiente para fazer o filme funcionar. De fato, acho que o maior problema é que o diretor e roteirista Dean Devlin quis passar uma mensagem maior em um filme de ação, mas não conseguiu atingir o alvo. A ideia de que um inimigo em comum (no caso, a natureza em fúria) seria um elo para redimir a humanidade já está mais do que desgastado e a trama política que deveria sustentar o arco mais denso é frágil demais. Tempestade - Planeta em Fúria é um filme que vai passar em branco, mas que pode agradar a quem é fã do gênero.

0 comentários:

Meses temáticos!

Confira nosso catálogo de críticas e curiosidades completo, distribuído em listas e meses temáticos.

Lista de 2015 Lista de 2010
Meses temáticos
2014 2013 2012 2011
Trilogia Millenium Ficção-cientifica Pioneiros De Volta para o Futuro
Meryl Streep e o Oscar Broadway Brasileiros no Oscar Liz Taylor
Fantasias dos anos 80 Realeza Tarantino Filmes de "mulherzinha"
Pé na estrada Scorcese Chaplin Stephen King
Mês Mutante Off-Disney Filmes de guerra Noivas
Mês do Futebol Mês do Terror Agatha Christie Genny Kelly
Mês Depp+Burton Shakespeare HQs Harry Potter
Cinebiografias Pequenos Notáveis Divas Almodovar
Robin Williams Mês do Rock Woody Allen Remakes
Mês das Bruxas Alfred Hitchcock Rei Arthur Vampiros
Humor Britânico John Wayne John Hughes Elvis
Mês O Hobbit Contos de Fadas Apocalipse O Senhor dos Anéis

Especial do momento

Mulan

As definições do projeto para formar cinéfilas melhores foram atualizadas

Agora nos dedicamos a um filme por mês, sem deixar de lado as críticas dos lançamentos no cinema. Venha com a gente descobrir curiosidades dos nossos especiais e se atualizar das estreias nas telonas!

Receba por e-mail

Gêneros

Resenhas (771) Drama (235) Lançamentos (136) Ficção científica (109) Aventura (102) Comédia (76) Musical (52) Terror (47) Ação (46) Fantasia (36) Animação (29) Comédia romântica (25) Épico (24) Faroeste (22) Biografia (21) Thriller (7)

Arquivo do blog

Google+ Followers

Seja parceiro

Descubra como!
 
Copyright ©
Created By Sora Templates | Distributed By Gooyaabi Templates