3 blogueiras + 1 desafio = aprimorar a cinefilia.
DVD, sofá e pipoca,
formando cinéfilas melhores!

terça-feira, 11 de janeiro de 2011

Curiosidades e prêmios de De volta para o futuro

O teor de filmes para adolescentes no início dos anos 1980 era bem mais pesado, que o de De volta para o futuro, por isso muitos estúdios o rejeitaram por ser leve demais. A Disney rejeitou por achar inapropriado a relação entre mãe e filho enquanto Marty está em 1955.

De volta para o futuro segue a concepção de H. G. Well em A Maquina do Tempo, de que você pode viajar no tempo, mas não no espaço.

Inicialmente pensaram e construir a máquina do em uma geladeira antiga, mas havia dois problemas: era possível que muitas crianças começassem a se trancar nas geladeiras em casa. E seria burrice criar uma máquina do tempo que não se pode carregar e diminuir as complicações na hora de voltar. Para completar, a idéia era que a maquina do tempo deveria estar sendo construida na garagem de alguém, um projeto pessoal. Ficou óbvio, deveria ser um veículo.

O DeLorean foi escolhido por causa de uma piada do filme: quando chega 1955 o veículo é confundido por um fazendeiro e sua família com uma nave espacial, por causa das portas que abrem para cima. No total foram usados 3 DeLoreans durante as gravações.

Depois de ter idéias mirabolantes de como seria a viagem no tempo, os roteiristas jogaram tudo para o alto, nada de vórtices ou túneis psicodélicos a viagem no tempo deveria ser instantânea!

A escolha do ano 1955 foi puramente matemática, quantos anos Marty teria que voltar para encontrar os pais quando adolescentes. Embora a década tenha sido mais que acertada,  pois foi nessa época que os adolescentes ganharam voz, poder midiático e econômico.

Caras & Caretas
Michael J. Fox foi a primeira escolha para o papel de Marty, mas na época trabalhava no seriado Caras & Caretas (Family Ties) C. Tomas Howell e Eric Stoltz foram testados e o último escolhido. Entretanto a atuação de Stoltz parecia não encaixar com o tom do filme e algumas cenas depois de cinco semanas de filmagens ele foi substituído por Michael J. Fox, que topou trabalar de sol a sol para participar do longa. Aos 22 anos, ele trabalhava de 9h às 18h em Caras & Caretas, depois ia para Universal Estúdios e filmava até 2h30 da manha. As cenas diúrnas? Eram gravadas aos sábados.

Stoltz e Fox cenas iguais performances distintas

Este é o 1º de 4 filmes em que o diretor Robert Zemeckis e o ator Michael J. Fox trabalharam juntos. Os demais foram De Volta para o Futuro 2 (1989), De Volta para o Futuro 3 (1990) e Os Fantasmas de Scrooge (2009)

Segundo Christopher Loyd o modelo para criar Dr. Brow foi o maestro Leopold Stokowski.

98 musicos compunham a orquestra que gravou a a trilha sonora do filme. Uma vez quenão tinha cenários grandiosos foi decidido que a música deveria dar grandiosidade ao longa. Composta por Alan Silvestri é uma das trilhas instrumentais mais reconhecíveis do cinema.

Ao final do filme a performance da música Jonny B.Goode é creditada à Marty McFly, personagem de Michael J. Fox.

O "Mr. Fusion Home Energy Converter", instalado no Delorean já no final do filme e que transforma lixo em energia, foi construído a partir de um moedor de grãos de café, entre outros objetos;

Um teatro que aparece na Hill Valey de 1955 possui dois títulos em um cartaz: A Boy's Life e Watch the Skies. Eles são nada mais nada menos que os títulos iniciais de dois grandes sucessos da carreira de Steven Spielberg, E.T., O Extra-terrestre (1982) e Contatos Imediatos de Terceiro Grau (1977);

Steven Spielberg é um dos produtores do longa.

A data em que Marty McFly viaja para o passado, 5 de novembro, a mesma data da viagem no tempo mostrada no filme Um Século em 43 Minutos (1979);

A rua principal da cidade mostrada em De Volta Para o Futuro é a mesma utilizada em Gremlins (1984);

McFly e Dr. versão game
No laboratório de Doc Brown, quando Marty McFly conecta sua guitarra em uma caixa amplificadora, aparece um aviso com os dizeres "CRM-114". Trata-se de uma homenagem a dois filmes do diretor Stanley Kubrick, já que CRM o nome do decodificador de mensagens de Dr. Fantástico (1964) e 114 o número serial da exploração em Júpiter, de 2001 - Uma Odisséia no Espaço (1968);

A primeira aventurade Marty e Dr. Brown completou 25 anos em 2010, para comemorar a data a trilogia foi relançada e DVD e pela primeira vez em Blu-Ray. (http://www.bttfmovie.com/)

O lançamento de um video-game inspiradona franquia também faz parte das comemorações. Confira o trailer a baixo.


Prêmios
  • OSCAR
Melhores Efeitos Sonoros
Indicado para Melhor Roteiro Original, Melhor Som e Melhor Canção Original - The Power of Love
  • Globo de Ouro
Indicado para Melhor Filme - Comédia/Musical, Melhor Ator - Comédia/Musical (Michael J. Fox), Melhor Roteiro, Melhor Canção Original (The Power of Love)
  • BAFTA 1986 (Reino Unido)
Indicado nas categorias de melhor edição, melhor filme, melhor roteiro original e melhor direção de arte
  • Premi David di Donatello 1986 (Itália)
Melhor filme estrangeiro
Melhor roteiro - filme estrangeiro.
  • Academia Japonesa de Cinema 1987 (Japão)
Melhor filme estrangeiro.
  • Prêmio Saturno 1986 (Academy of Science Fiction, Fantasy Horror Films, EUA)
Melhor ator (Michael J. Fox)
Mlhor filme de ficção científica
Melhores efeitos especiais.
Indicado nas categorias de melhor figurino, melhor diretor, melhor canção, melhor ator coadjuvante (Crispin Glover e Christopher Lloyd), melhor atriz coadjuvante (Lea Thompson).

0 comentários: