3 blogueiras + 1 desafio = aprimorar a cinefilia.
DVD, sofá e pipoca,
formando cinéfilas melhores!

sexta-feira, 31 de outubro de 2014

As bruxas do cinema

Passamos o mês de Halloween tentando reunir, as melhores bruxas das telonas. O resultado? Uma enorme lista de maldosas aleatórias, que tenta inutilmente mencionar todas as bruxas do cinema. É claro que esquecemos várias, então façam-se ouvir nos comentários.

*Para sua proteção apontamos as bruxas boas, com o texto em cor diferenciada.

Yubaba
Uma bruxa velha, com uma cabeça enorme, voa. Mãe de um bebê gigante, é dona da casa de banhos dos espíritos, e e aprisiona pessoas apenas retirando seus nomes. Ao menos foi assim que a protaginista de A Viagem de Chihiro conheceu esta bruxa em particular.

Rasputin
Poderoso feiticeiro que ajudou a terminar com era dos czares russos. Inspirado por um personagem real, sua versão animada além de fazer mágica de verdade, estava meio "podre" e tinha um rato como assistente. Obcecado por eliminar toda a família Romanov, leva mais de 10 anos na busca pela jovem Anastácia.

Angelique
Mulher traída é perigosa se for uma bruxa então! Angelique (Eva Green) transformou o ex-amante Barnabás em vampiro e o enterrou à sete palmos, antes de acabar com o legado de sua família em Sombras da Noite.

Isabel Bigelow
Versão para o cinema do clássico da TV A Feiticeira. Nicole Kidman interpreta uma feiticeira do bem de verdade que acidentalmente é escalada para viver Samantha, a feiticeira da TV, em um remake da série.

Jadis
A Feiticeira Branca vivida por Tilda Swinton, condenou Nárnia a um inverno (sem natal) de 100 anos, em As Crônicas de Nárnia: O Leão, a Feiticeira e o Guarda-Roupa. Fez tanto sucesso que mesmo depois de morta continuou aparecendo em adaptações da franquia que não tinham a personagem na versão escrita.

Eglantine Price
Tradicional bruxa britânica (Angela Lansbury), se formou por correspondência. Durante a 2ª Guerra Mundial, abrigou crianças, e enfeitiçou uma cama para poder viajar por aí em Se Minha Cama Voasse.

A Bruxa de Blair
A bruxa do found footage, ela existe, faz maldades, mas vê-la é um desafio.

Elvira
A Rainha das Trevas nem sabia que era bruxa, antes de receber um livro de "receitas" como herança. Cassandra Petterson faz aparições como a personagem até hoje.


  • Sessão Disney - começando com à clássica fábrica de malificência...
Rainha Má
A "primeirona", era rainha e bruxa. Obcecada pela beleza, chega ao extremo de ficar velha e feia apenas para eliminar a concorrência em Branca de Neve e os Sete Anões.

Malévola
Injustiçada passou décadas como a imagem de pura maldade (poxa, o nome dela é Malévola!) por causa de suas atitudes em A Bela Adormecida. Apenas em 2014, descobrimos o lado dela da história, em um filme em que ela é a personagem título Malévola.
ATENÇÃO: Tem habilidade de virar dragão (ou não, depende da versão)

Madame Min
Todos acham que é malvada, porque trava um duelo com Merlin (ou talvez porque se pareça com uma bruxa malvada do Pernalonga). Apesar da má fama adquirida em A Espada Era a Lei, quando passou para os quadrinhos, ficou simpática e muito poderosa

Úrsula
A Bruxa do Mar, é meio mulher, meio polvo, troca favores por almas, e qualquer outro dom dos desfavorecidos que vão procurá-la. Roubou a voz e quase ficou com a alma de Ariel em A Pequena Sereia.
ATENÇÃO: Pode mudar de forma e ficar gigante.

Madrasta do Edward
Susan Sarandon, uniu nesta figura todos os estereótipos criados pela disney até então. Madrasta Má do príncipe Edward, manda a futura nora para um lugar terrível, Nova Yorque. Não satisfeita, manda capangas atrás da moça, a envenena com uma maçã, e vira dragão.

Gothel
Essa só queria ficar jovem para sempre, precisava de uma flor para se manter jovem (o que põe em dúvida suas reais habilidades em bruxaria). Quando a magia da planta foi transferida para Rapunzel, ela até tentou pegar apenas parte da mágica, mas não teve jeito ela teve que sequestrar a protagonista de Enrolados.

Bruxa/Carpinteira
Ela não tem nome. Mas há teorias que na verdade de que ela seja a Boo, a garotinha de Monstros S.A., de quem também não sabemos o nome, já crescida. Não é exatamente malvada, é divertida e cheia de truques que aparentemente ensinam lições de moral.

A Bruxa
Ainda não sabemos muito da bruxa de Caminhos da Floresta. Mas, sabemos o mais importante: a intérprete é Meryl Streep. O filme da Disney que deve reunir muitos contos de fada chega aos cinemas brasileiros em Janeiro de 2015.

Jafar
Primeiro represente masculino da Disney. Quer mandar no mundo, por causa disso consegue poderes ilimitados, mas fica preso em uma lampadazinha, em Aladim.

Mama Odie
Tradicional bruxa voodu sulista estadunidense. Vive reclusa na floresta e até onde sabemos não faz maldades. A Princesa e o Sapo.

Dr. Facilier
Bruxo diplomado também trabalha com o voodu sulista estadunidense. Azarado na busca por fortuna e poder, acaba devendo aos "amigos do outro lado", ao perder a briga em A Princesa e o Sapo.
ATENÇÃO: Sabe cantar, e lembra vagamente o Ronaldinho Gaúxo.

  • OZ - terra regida por um mágico fajuto, mas cheia de magia

Bruxa Malvada do Oeste / Theodora

Tradicional com pele verde, vestimenta pretas, vassoura e a promessa de pegar você e seu cachorrinho também. Tinha fumaça laranja, e um exército de macacos em O Mágico de Oz e Margaret Hamilton como intérprete. Mais recentemente descobrimos seu nome, Theodora, e sua origem boazinha na pele de Mila Kunis, em Oz Mágico de Poderoso.

Bruxa Malvada do Leste / Evanora
A primeira vez que a vimos, uma casa caíra em cima dela, e só os pés ficaram de fora em O Mágico de Oz. Malvada desde sempre tenta ser a regente, Evanora (Rachel Weisz) em Oz Mágico de Poderoso.

Glinda / Bruxa Boa do Sul
Como é boazinha à conhecemos por seu nome e não título. Gosta de viajar em bolhas de sabão, às vezes canta, e já foi interpretada por Billie Burke e Michelle Williams em i>O Mágico de Oz e Oz Mágico de Poderoso respectivamente.

  • Famílias - porque bruxaria tá no sangue
As Irmãs Sanderson
Winifred "Winnie", Mary e Sarah Sanderson (Bette Midler, Kathy Najimy e Sarah Jessica Parker), apavoraram muitas sessões do Cinema em Casa, bebendo a juventude das criancinhas. As irmãs Sanderson cantavam voavam em vassouras e ficaram adormecidas por 300 anos para escapar da morte em Abracadabra.

Lamia e sua irmãs
Vivida por Michelle Pfeiffer, também tem duas irmãs, de quem geralmente não lembramos o nome. Mas, tudo bem, pois nem a própria Lamia hesita em "esquecer" das irmãs na busca pela beleza e vida eterna em um coração de uma estrela em Stardust - O Mistério da Estrela.

Sally e Gillian Owens
Vividas por Sandra Bullock e Nicole Kidman, as irmãs são de uma longa linhagem de irmãs bruxas. Precisam lutar com uma maldição de família e um namorado grudento fazendo bom uso de seus poderes em Da Magia à Sedução.

Katrina e Lady Mary Van Tassel
Enteada e madrasta não partilhavam das mesmas linhas de magia. Enquanto a jovem vivida por Christina Ricci usava suas habilidades para o bem. A madrasta vivida por Miranda Richardson escravizou um assassino em A Lenda do Cavaleiro sem Cabeça.

Família Stradivarius
Nino, Morgana Dr. Victor e Losângela (Diegho Kozievitch, Rosi Campos, Sérgio Mamberti e Marieta Severo) são os representantes brasileiros da bruxaria no cinema. Apenas Losângela praticava maldades, e também era desconhecida do público. Os outros membros da família, já eram conhecidos da garotada da série de TV que inspirou o Castelo Rá-Tim-Bum, o Filme.

  • Grupos - por quem tem amigos, morre pagão se quiser
Sarah, Nancy, Bonnie e Rochelle
Bruxas no ensino médio. Nem preciso dizer que adolescentes com poderes, não vão aprontar boa coisa. O menor dos males foi apresentar a "moda gótica" e o comportamento pagão para a geração MTV, em Jovens Bruxas.

Três mulheres entediadas (Cher, Michelle Pfeiffer e Susan Sarandon) e apenas 1 Jack Nicholson para entretê-las.

Participantes da Convenção das Bruxas
Dezenas de feiticeiras atravessam o país para ouvir os planos de sua líder Eva Ernst (Anjelica Huston) para eliminar as crianças da face da terra.

Seguidoras da antiga religião
Morgana (Julianna Margulies), Viviane (Anjelica Huston) e suas companheiras honravam a magia na época do Rei Arthur, protegidas pelas As Brumas de Avalon.

Quase todo Mundo da Franquia Harry Potter
Afinal, nos 8 filmes 98% das presonagens criadas por Rowling são humanos com poderes mágicos. Metade dedicada a boa magia, outros às artes das trevas. Por isso nem vamos tentar contar quantas bruxas e bruxos temos por lá. Mas tudo bem, vamos colocar a foto de alguém bem malvado para ilustrar o post.

Chega ao fim a lista que criou o post mais longo deste blog até hoje. E aí? Quem a gente esqueceu???

quinta-feira, 30 de outubro de 2014

Prêmios de "Convenção das Bruxas"

Convenção das Bruxas não ganhou prêmios, mas recebeu algumas indicações.

BAFTA
Nomeado Best Make Up Artist

Saturn Award
Nomeado Best Actress - Anjelica Huston, Best Supporting Actress - Mai Zetterling, Best Performance by a Younger Actor - Jasen Fisher, Best Music, Best Make-Up.

Fantasporto
Nomeado Best Film

Hugo Awards
Nomeado Best Dramatic Presentation

Veja mais curiosidades de Convenção das Bruxas, ou descubra tudo sobre feiticeiras no cinema em nosso especial Mês das Bruxas.

quarta-feira, 29 de outubro de 2014

Aprenda a identificar bruxas!

Sim, as bruxas existem. E de acordo com Convenção das Bruxas, quando uma delas escolhe uma vítima, sexiste apenas uma esperança de escapatória, saber tudo sobre bruxas. Mas, não se preocupe, vamos ajudá-lo a estar preparado quando se deparar com uma delas. Basta seguir o:

Manual cinéfilo para identificação de bruxas - vol.1*

1 - O que torna as bruxas tão perigosas, é que elas não aparentam serem bruxas. Nunca se sabe se aquela sua vizinha é apenas uma bruxa, ou apenas uma doce senhora que ama gatos.

2 - Bruxas são completamente carecas, por isso, usam perucas. O cabelo falso lhes causam alergias, elas sentem muita coceira na cabeça, que resultam em feridas horríveis.

3 - Bruxas não tem dedos nos pés, elas tem apenas cotocos horríveis onde os dedos deviam estar. Por isso nunca usam calçados bonitos, e com bico fino. Estão sempre com confortáveis e antiquados calçados quadrados.

4 - Bruxas tem olhos em tom violeta que ficam evidentes quando elas vivenciam sentimentos fortes. Felicidade, euforia, maldade pura, etc...

5 - Bruxas tem olfato apurado quando se trata de crianças. Os pequenos cheiram para elas como, cocô de cachorro para nós. Elas podem farejar uma criança à metros de distância, não é incomum vê-las torcendo ou cobrindo o nariz na presença de meninos e meninas.



*O "volume 1" desde manual apresenta apenas características das bruxas do universo de Convenção das Bruxas. Para identificar outros subgrupos de feiticeiros, verifique os demais volumes deste manual, que serão escritos conforme "der na telha" das blogueiras deste projeto.

terça-feira, 28 de outubro de 2014

Curiosidades de "Convenção das Bruxas"

Baseado no livro homônimo de Roald Dahl, que também escreveu A Fantástica Fábrica de Chocolates, Matilda, e James e o Pêssego Gigante, entre outros.

O último filme de Jim Henson supervisionou pessoalmente. O criador dos Muppets dirigiu Labirinto - A Magia do Tempo, fantasia que já ganhou uma semana especial aqui no blog.
O tom sombrio do romance foi amenizado significativamente, a fim de tornar o filme mais atraente para o público mais jovem. No livro de Dahl, por exemplo, a avó é muito mais ativa, Luke está no carro com seus pais no momento do acidente, Bruno Jenkins é um garoto odioso e mimado que Lucas odeia. O plano de alta bruxa o inclui os professores e os pais matariam os filhos em forma de rato. A mudança mais notável - SPOILER - Lucas não recupera sua forma humana, o que significa que ele tem poucos anos de vida como rato. As mudanças enfureceram o aoutor do livro. Dahl nunca mais na permitiu em vida qualquer adaptação para o cinema de suas obras e deixou, em seu testamento, normas muito específicas e elevadas para quaisquer adaptações futuras. Desde sua morte, o único filme que cumpriu as exigências foi A Fantástica Fábrica de Chocolates do Tim Burton. - FIM DO SPOILER -

Para viver Eva Ernst, a chefona das Bruxas, Anjelica Huston passava 8 horas na cadeira de maquiagem.

A maioria das bruxas na reunião são os homens em roupas femininas.

O título alemão é "Hexen Hexen", que significa literalmente "Witches praticam bruxaria".

Quando os meninos se transformam em ratos, os ratos são interpretados por animais de verdade e fantoches.


Em 2001, o filme foi lançado em DVD, com o audio apenas em Inglês e sem nenhum extras.

No Brasil, o filme possui duas dublagens diferentes, a primeira do estúdio Álamo em São Paulo, e a segunda de Herbert Richers no Rio de Janeiro. A personagem de Anjelica Huston foi dublada, respectivamente, por Patrícia Scalvi e Maria Helena Pader, ambas são frequentes dubladoras da atriz em vários de seus diversos filmes nas últimas décadas.

segunda-feira, 27 de outubro de 2014

Convenção das Bruxas

Halloween está chegando e Anjelica Huston vem encerrar nosso mês das bruxas em grane estilo: aterrorizando criancinhas!

The Witches 
1990 - EUA/Reino Unido
91 min - cor
Fantasia, terror

Direção: Nicolas Roeg

Roteiro: Allan Scott

Música: Stanley Myers

Elenco: Anjelica Huston, Jane Horrocks, Rowan Atkinson, Mai Zetterling, Charlie Potter.

Baseado livro homônimo de Roald Dahl.


domingo, 26 de outubro de 2014

Cuidado com o que você deseja!

Tá na hora de repensar as conversas com as amigas...
Quando era pequena, ouvia esse ditado e ficava me perguntando o que significava. O que poderia ser tão ruim num desejo? Até porque ninguém deseja o mal para si próprio, não é? Não, óbvio que não. Mas (sempre tem um "mas", né?) e quanto às consequências? Ah, as consequências...

Na pequena cidade de Eastwick vive uma população pequena e pacata, e dentre elas existem três amigas: Sukie (Michelle Pfeiffer), mãe de seis loiríssimas menininhas que foi abandonada pelo marido, Alex (Cher, linda de morrer mesmo com o "cabelo de poodle"), uma artesã viúva, e Jane (Susan Sarandon), uma professora de música que acabou de se divorciar. As três estão levando a vida como podem, mas sentem falta de algo mais excitante em suas vidas - além de mais diversão e alegria, essa excitação inclui, sim, um homem de verdade. E em um estranho dia de chuva, as três acabam por transformar o encontro semanal em um inconsciente ritual bruxo. Sem saber, enquanto elas descrevem o homem que as satisfaria completamente, elas acabam evocando as forças do Universo e atraindo para aquela cidadezinha no meio do nada um forasteiro. Bom, ele não era apenas um homem: era o homem perfeito - para as três.

Quando a esmola é demais, o santo aprende a desconfiar...
O tal homem chegou causando rebuliço na cidade. Comprou uma mansão que era patrimônio histórico e atiçou a língua ferina da população: quem era aquele homem estranho? Por quê ninguém conseguia se lembrar de primeira o seu nome? O que ele queria na cidade? Pois o que ele queria era justamente conhecer suas meninas. Alex foi a primeira a encontrá-lo. Convidada para um almoço, conheceu a mansão e um pouco da personalidade de Daryl Van Horne (Jack Nicholson, charmoso as hell) - e a primeira impressão que ela tem é igual a da maioria da cidade. Um homem presunçoso, no mínimo,  e que teria feito melhor em nem aparecer por aquelas bandas. Mas se ela descobriu só um pouco sobre Daryl, ele parecia conhecer muito da alma de Alex. Suas frustrações, seus desejos mais profundos. Uma mulher forte e decidida como ela não queria mais ser uma fortaleza, e em seu flerte direto, não ousou ser mais forte que ela - apenas demonstrou que poderia ser o porto seguro que ela tanto ansiava. Com Jane, a tática foi diferente. Ela mal conseguia se controlar perto dele, e justamente por isso o evitava. Mas a música corria em suas veias, e tal arte apaixonada exige  que seus intérpretes sejam livres para que ela seja inesquecível. Foi isso o que Daryl proporcionou à Jane, liberdade para sentir, para ser apaixonada e apaixonante. Sukie foi a última a ser conquistada (e isso causou um ciúme extremo nas outras duas), mas também não pode escapar do charme daquele homem. Ele não parecia ter medo dela ou se importar que ela já tivesse muitos filhos para cuidar, nada era empecilho para ele vê-la como ela realmente era: linda, especial.

Felicia (Cartwrtight): por que ninguém nunca ouve quem fala a coisa certa?
Tudo corria muito bem para o grupo, mas os boatos corriam soltos pela cidade. Todos se incomodavam com a presença ligeiramente sinistra de van Horne na cidade, mas poucos falavam sobre isso. Apenas Felicia (Veronica Cartwright, excepcional) falava - e muito! - abertamente sobre o caso. Assim que Daryl chegou na cidade, ela pressentiu que algo de muito ruim estava acontecendo e que o forasteiro era a causa de tudo. E, coitada, ela teve que pagar um preço muito alto por começar a importunar "as meninas". Ainda inconscientes do que faziam, apesar das desconfianças de Sukie, as garotas lançaram um feitiço sobre Felicia: enquanto elas se deliciavam com saborosas cerejas, a pobre e enlouquecida mulher vomitava tudo em casa, para desespero do marido Clyde (Richard Jenkins, sensacional). Ele, sem mais reconhecer a mulher que amava, com medo dos ataques de fúria dela - cada vez mais constantes - acabou por perder o controle de vez. E foi aí que as meninas começaram a perceber que havia alguma coisa de muito errado nessa história e, assustadas, resolveram parar de se ver por um tempo. E pararam de ver Daryl também, o que o deixou muito irritado. E foi aí que nós começamos a conhecer o verdadeiro Daryl - e as verdadeiras Sukie, Alex e Jane.

Daryl (Nicholson): e dá pra não ter medo disso?!
As bruxas de Eastwick (The witches of Eastwick, 1987) passava direto na Sessão da Tarde quando eu era criança, e eu me lembrava muito pouco do filme. O que eu não esqueci? Cerejas, e a sequência da vingança das garotas. Sério, eu nunca esqueci do pavor que eu tinha quando via Jack Nicholson todo sujo de vômito e penas de galinha chegando na mansão para assustar as garotas - embora tenha esquecido completamente dos efeitos especiais (ridículos) que terminam ela. Não lembrava das piadinhas ácidas e das verdades duras ditas nos diálogos do filme, nem do quão charmoso Nicholson pode ser, nem no quão lindas estavam as três atrizes. Eu lembrava de cerejas e das penas de galinha. Eu morria de medo, mas via assim mesmo. Acredito que quem nunca viu ainda, depois que vir, também vai gostar. Afinal, quem nunca ficou curioso com os resultados de seus pedidos?

quinta-feira, 23 de outubro de 2014

Prêmios de "As Bruxas de Eastwick"

Oscar
Nomeado Best Sound, Best Music, Original Score

BAFTA
  • Best Special Effects

Saturn Award
  • Best Actor - Jack Nicholson
Nomeado Best Fantasy Film, Best Actress - Susan Sarandon, Best Supporting Actress - Veronica Cartwright, Best Writing, Best Music, Best Special Effects

BMI Film & TV Awards
  • BMI Film Music Award - John Williams

David di Donatello Awards
Nomeado Best Foreign Actor (Migliore Attore Straniero) - Jack Nicholson

Grammy Awards
Nomeado Best Album of Original Instrumental Background Score Written for a Motion Picture or Television

Hugo Awards
Nomeado Best Dramatic Presentation

quarta-feira, 22 de outubro de 2014

Eastwick - a série

Eastwick é uma série baseada no filme As Bruxas de Eastwick. A comédia dramática foi desenvolvida por Maggie Friedman, e é outra adaptação do romance de John Updike, As Bruxas de Eastwick. Estrelada por Paul Gross, ao lado de Jaime Ray Newman, Lindsay Price e Rebecca Romijn.

A trama conta a vida de três estranhos, Roxanne, Joanna e Kat, que se encontram em uma fonte e logo se tornam amigos. Um homem misterioso chamado Darryl Van Horne muda-se para Eastwick e, passando por desconhecido, faz amizade com as mulheres e desencadeia seus poderes sobrenaturais.

Cancelada depois de sua primeira temporada, que teve apenas 13 episódios. Nos EUA exibida pela ABC entre 23 de setembro de 2009 a 14 de fevereiro de 2010. No Brasil o SBT detém os direitos da série.